Lezies visitantes!


Lezies Count

terça-feira, 17 de novembro de 2009

17 milhões de Solteiros...

Hoje abri o yahoo. Abri um monte de coisa... Mas, o que me deixou tensa foi a frase que vi:

17 MILHÕES DE SOLTEIROS...

Tanta gente assim?

Todo mundo sabe que eu não daria para ser solteirona. Em um aninho, aphe...
Não que eu seja gata-gostosa. Mas, sei lá, não sou do tipo que passa muito tempo só. Nem que seja para catar qualquer coisinha no fundo da boite, largada pelo vento.

Sinto dificuldade em permanecer só.

Digo a mim mesma: Eu consigo ver algo interessante além daquele espelho ali na frente, e achar algo de belo na mina escondida no fundinho do dark...

Mas, é difícil achar alguém, alguém como aquela mulher que eu vejo ali na frente. Aquela que eu amo tanto e povoa meus dias na intensidade e raridade.

Eu não sou solteira!!!
E a minha esposa diz assim: eu abro o armário, e me deparo que sou casada novamente...

Isso me dá um medo...
Medo! Medo de sair do armário dela. Medo de ser a Décima setima milhonésziii e uma... Só!

Tenho medo de ter apenas aquela mulher no funda da boite, para afogar minha solidão de viver sem a minha pessoa.

Bette.casada.amando.vivendojunto.duas!!!

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Prisões sentimentais...

Gente... que mês!

Um mês onde eu fui ladra de coração, vítima, advogada, réu... Passei por tantas, e agora basta, vamos acabar com isso!

O jejum de palavras nesse bloque foi culpa de uma busca de identidade, e uma felicidade repentina que eu pensei: não estou acostumada a isso, eu não mereço!

Não mereço? oras...

Cá para nós queridas, acho que fomos acostumadas a sofrer. Um drama que nos coloca o tempo todo em confusões, em uma cena de novela que estou cansada. Uma verdadeira prisão sentimental!

Porque não nos atentamos que O "HOJE" o PRESENTE chama-se PRESENTE? não se chama lamento, trabalho, dureza... Passado sim, passou.. E o futuro? Quando eu falo a minha esposa (Bette casou), sobre o futuro, é o hoje vivido em várias vezes para frente.

Por isso, ela vai ficar aqui, e lá também, se eu conseguir saber que hoje ela é o meu presente, minha benção.

Estou feliz, mas, ainda assim eu ainda avalio que temos sentimentos que nos enjaulam sem perceber.

Você encontrou sua ex, e quando ela fala sobre a nova, fica a imaginar, porque não deu certo, eu sou mesmo incapaz de ter dado certo, mesmo que nem queira mesmo o hoje com ela?

Você olha as fotos de sua namorada com a ex, e fica com ciúmes de um momento que você nem existia?

Você encontra uma foto da sua primeira mulher, e fica a noite inteira pensando, como ela vai, quem agora possue ela?

Você deixa de conviver com uma amiga, porque não sabe o que coisa rola, e fica assim, presa ao antigo e novo sentimento mesmo que oposto, mas impossível de se conviver com você, ela e sua namorada?

Você liga a sua eterna Tina, e não consigue deixar de se emocionar ao ouvir a voz dela?

LIBERDADE, VAMOS A NOSSA LIBERTAÇÃO, VIVA O HOJE!!!

Bette!

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

O novo grito do Ipiranga: Dependência e Vida!

Olá Minhas queridas e queridos!

Estavam achando que tinham me confiscado o direito de falar, né? Mas, não, estou novamente aqui. Dentro desse cenário que amo e que posso tirar minha roupa e ser eu...ui..

Fui lançada na sensala e trabalhei feito escreva esses dias, como se voltasse a época... no meu caso, tou mais para a época da escrava índia - como algumas pessoinhas adoram dizer. Acho mesmo que tenho uma certa singularidade com essa raça...

Enfim, hoje quero falar um pouco de uma data super-especial e que me fez chegar a uma grande conclusão...

Achariam que me ia esquecer que ai no Brasil comemoramos mais um 7 de setembro? E por via das memórias fracas de tanto álcool, fumaça e pressões de namorados - foi o dia da Independência.

Quando falo desse dia, confesso que lembro de tanta coisa. Boas, ~más... Sabe que lembrei que fui desvirginada nesse dia? minha nossa, fiz 9 anos de penetração...ai...nem mais vale lembrar...Próximo ano eu servirei um chá de aniversário de 10 anos..

O sete em si é o meu número da sorte. Setembro, por ironia do destino quase sempre reunia as pessoas que me relacionava. Já sabia tudo dos virginianos..nossa!

E para completar, minha primeira mulher que me abriu a porta da lesbiandade, e o úlitmo homem que me fez ter a certeza de que não conseguiria acordar o resto da vida ao lado de um penis de verdade - faziam aniversário no dia 7 de setembro.

Se eu me apaixonasse por alguém, já estava a ponto de dizer, qual dia de setembro é seu aniversário? 7?..rs.

Mario e Teresa -10 de setembro; Carla - 20; Ka - 17... Mara e Jim - 7... Aphe... Independência: agora tenho outro signo no meu coração...Como são chatos os virginianos..rs. (com todos respeito).

E nesse dia 7 de setembro de 2009, pensei, que no outro lado do Atlántico, Portugal, me senti estranha. Além de não curtir mais feriados nesse dia, poder tomar porres numa segunda prolongada, eu estou estranhamente feliz por ter feito o encontro do século XXI entre Cabral e A sua índia...

Como posso pensar que estou louca por pedir a minha nova mulher que eu não quero independência e isso seria atualmente minha morte? Não Independência e Vida? Seria o novo grito de Bette?

Sorriso sem graça em frente ao espelho formado pela tela do meu pc, e eu abro um grande parêntese para dizer que amo, e amo sem medos, de verdade e não tenho medo de ser colonizada pela primeira vez na minha vida.

VIVA A DEPENDÊNCIA E VIDA!!!

Bette...

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Minha namorada é uma feiticeira...

Estive muda esses dias Ladies.
Não pelo fato de perder net, trabalhar muito, ou outras coisas do gênero...

Foi algo mais grave, que me tirou dessa terra.
Eu sempre soube que para eu dizer TE AMO para alguém desconhecido precisava ser de outro mundo.

E ela é. Uma extra-terrestre com cara de humana, com piercing no nariz, olhos que ficam vermelhos em todas as fotos, que possue cerveja na geladeira em vez de água, que me adora por ser bagunceira, que dorme tanto quanto eu, que gosta de fantasias loucas, que fica bebada sem álcool só da troca de olhares.

Ela é a tampa da minha panela, minha exatidão de costura, que conseguiu arrojar carne , ventre, víceras, e músculos perfeitamente com os meus e trouxe um deitar que só nós conhecemos e acreditamos existir somente naquele quarto. Algo único, que nem aquelas fotos pornográficas que tiramos na primeira semana vão conseguir mostrar realmente o que é.

E ela ainda é louca, pervertida, além de feiticeira...

Cultuamos as noites, porque feiticeiras gostam de noites para fazer suas magias.
E dessas noites, nunca mais soube o que era ser só uma, por que agora somos duas, naquele vira e mexe onde nunca se sai sem a mão da outra nas curvas, no seio, na pelve.

Ela me enfeitiçou a ponto de não conseguir voltar para casa nas duas últimas semanas...

E qual foi o feitiço?

ah... O feitiço dela foi para eu virar matemática.

Eu sempre disse a ela que odiava matemática. E assim ela fez a regra, a mistura de desejo com libido saído da minha própria boca e nessa mistura criou meu novo vício.

CONTAS...

Regra 1. Não me fazer parar de contar os metros e minutos para chegar mais perto dela.
Regra 2. Não para de pensar em quantos gozos já demos juntas, quanto falta..quanto temos ainda...

Até os ponteiros do celular eu já estou viciada em ver quando acabamos de falar... 1h e meia quando eu resolvo dormir na minha casa. 5 minutos e 18 quando ela não pode falar no trabalho... 40 minutos quando estou no trem para voltar a casa. Ao final da linha eu perco conecção com a rede, e subindo até minha casa são mais outros 12 minutos... 7h e tal ela me acorda para eu ir trabalhar, ao meio dia antes de ir almoçar ela fala rápido entre 5 a 10 minutos... as 20h40 ela manda sms dizendo: vambora que eu estou te esperando aqui na porta do trabalho...

É, ela não vai se importar que eu diga que ela é feiticeira. Porque ela realmente é!
Porque eu também só posso achar que foi feitiço...

Eu me sinto linda depois que comecei a namorar ela, aquela mistura de realicionamentos mal feitos que fizeram sentir meio sapo bolha, terrível... e é só agora passar pelo espelho dos olhos dela que me sinto a mulher mais linda e cheia de vida, como se ela tivésse me feito acordar de um beijo, de um estalo, do toque das mãos dela que iniciaram um desejo molhado entre minhas pernas que nunca mais acaba.

Minha feiticeira também me fez conseguir falar com meu irmão, contar o que ele já sabia - amo mulheres e tenho uma namorada maravilhosa ao meu lado!
Minha mulher me transformou numa mistura de felicidade e vontade de viver.

TE AMO!
E se não fosse esquecer do ditado, o feitiço virou contra o feiticeiro, porque ela também me disse:

BETTE, EU TE AMO!

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Como terminar o que nem começou!

A trama continua...

Eu já não estava tão exagerada na segunda-feira depois do meio dia. Tinha levado muito sermão gratuito, e nada de novo.

Eu fazia algo que chamo de comida saudável. Pois estava caquética de álcool e tantas furadas na veia.

Talvez eu também tivésse algo no coraçao, pois toda vez que pensava nela, eu ficava com taquicardia.

Recebi uma mensagem, e parecia mais uma do começo da tarde que minha operadora de celular manda para mim.

"Esperei sua ligação..vc não me ligou, ficou com medo de mim?"...

Era ela. A minha mulher que me deixou louca no sábado.

Claro, que estava sem crédito. Pedi crédito especial e mandei algo para ela dizendo: estou sem crédito, pode me ligar quando quiser...

Lisa, bêbada, oferecida, infiél, promete e não cumpre, infiél... Ela devia tá achando isso de mim... - Não me importei, fiquei com o celular na mão, a espera, e nada.

Corri para o computador e mandei a seguinte orkutada nela: me liga antes ou depois dos seguintes horário que trabalho, espero tua ligação...

Ai..ai. Quase para entrar no trabalho falamos, quarta-feira era muito tarde, terça-feira eu ia fazer um mês de namoro e tinha de comemorar... hoje? o que achas?... e ela disse que sim. Olhei para minha roupa.

Pausa para dizer que toda vez que estamos numa de imprevistos, vc sempre tá com a pior roupa, o sapato mais batido e a cara mais amarrotada possível, e logo uma segunda-feira.. eu estava péssima. Mas, não tinha escolha...

O encontro...

falamos, profetizamos, rimos, olhamos.. ao final, na carona até a estação um abraço, uma mão na mão, um beijo...

Olhar de tristeza. remorso... minha namorada tinha ligado 13 vezes, achava que eu estava morta por ai, e eu tomando sangria com a mulher madura.

1h37 da manhã cheguei na casa da minha parceirona-amiga-hétero-mais-linda-e-fofa do mundo. Ela tava me esperando para conversar e dormir nada casa dele..ela claro, já estava dormindo. Foi a primeira que me olhou com cara de apaixonada atônita.

No outro dia era o um mês de namoro. Liguei para minha namorada, a que já não é mais..oras..que confusao.

Decidi terminar. Nem tive de comprar presente..rs. Que piada sem graça... Aff, quase até chorei..
Acabou...

A noite mando a mensagem: JÁ POSSO TE CONHECER MELHOR SEM DORES NA CONSCIÊNCIA, JÁ SOU UM PASSARINHO LIVRE, TE ENCONTRO NO MESMO LUGAR DE ONTEM...

Ontem..hoje.. desde aquela terça do quase um mês de namoro que não consigo mais sair da casa dela. No sexto dia de encontros noturnos eu pedi ela em namoro. No oitavo ela aceitou...

Bette!

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

EXAGERADA...

Era mais da meia-noite de sábado para domingo. Eu estava com minha namorada. A namorada...

Curti um pouco de tudo. 12 tulipas de cerveja e eu estava completamente passada. Meio entre o consciente e o meu mundo paralelo. Queria mesmo me passar, explodir... Cansei do sociável, quem quiser me encontrar que me encontre agora, ou na cama de um hospital..rs.

Sei o número de copos, é claro, pela conta que apareceu na minha bolsa- outra coisa exagerada- 30 euros- quase 90 reais...

Juntamente com a conta...veio algo mais agradável.. o número de telefone que caiu do meu bolso e minha namorada segurou na minha frente pela manhã.

Lembro-me de muita coisa da noite passada, e só assim que posso contar...

Lembro que a noite era para ser uma noite normal, fiél, fria...

Também lembro daquela mulher na minha frente paralisada ao me ver cantar o Hino Nacional com tanto amor...Exageradamente Ufanista e saudosa...

Em terras portuguesas, lugar onde Bette vive quase dois anos. A terra gira tão rapidamente, parece um vulcão, viramos ufanistas, tudo que pulsa verde-amarelo é intenso. A blusa dela era preta, talvez para combinar com as estrelas de ordem e progresso..

Ôh gente..que ordem, que progresso?

Exageradamente inverso...

Eu estava em desordem mental... em atraso na minha luta para ser fiél...

DESORDEM..?

Um trago passivo com a roda de amigos. O bar não era gay, mas diante de tantos ali, eu embreagada pedia pelo beijo da namorada. Dei dedo para o sociável, que vá tomar naquele lugar, preciso beijar quem eu namoro...

Beijei-a. Mesmo com o relutar dela.

E o meu relutar em alguns instantes era outro. Estava perdida por uma mulher com um sotaque intensamente português...

Um exagero de português...preferia que fosse uma sulista com nordestina...quanto exagero a língua dela, e ao mesmo tempo parecia lindo..

A roda começou a aumentar, eu devia ter ficado mais bêbada algures... A namorada saiu de perto, preferiu me criticar de fora. Porque de fora, todos nós lá parecemos loucos...

Era o final, final.. e eu tinha que saber de onde ela tinha vindo.

Entrei com autoridade naquela roda luso-brasileira. Só tinha alguns minutos antes que o bar fechasse. Cada um puxava uma música. E eu comecei: Exagerado, jogada aos teus pés... e no hino a la cazuza, olhei para ela.

Fiquei nesse instante mais ambreagada. Ela parecia com minha primeira mulher, olhar, boca, meiguisse... estanquei...

Minha voz parou, calou, correu... mudei de tom. Ela estava ali. Gente, quanta bebida na cabeça. E a minha primeira mulher parecia ter voltado...Só depois de alguns segundos percebi que ela era melhor..muito mais... um exagero de mulher...

Louca..paixão cruel desinfreada...

Em vez de largar tudo. Só desviei meu pescoço e pedi o número dela. Quase largo minha namorada. Era mais forte que eu.

Ela paralisou comigo. a PAIXÃO tinha me tocado por inteiro.

Lembrei de tudo isso quando cheguei em casa, e vi o papel no chão, a briga da namorada, as minhas explicações...

O dia depois que acordei parecia ter sido imperfeito. Fui parar no hospital minha gente!!! Bette sendo arrastada por aqueles bombeiros...Devia ser a minha alma pedindo pela parte que enfim tinha encontrado.

...mas,...

A meia-noite de domingo para segunda, um recado no meu computador me diz: Você não me ligou, me add...EXAGERADA!!!


BETTE... EM ESTADO DE MUDANÇA..FECHADO PARA ABERTO!

quinta-feira, 30 de julho de 2009

sem tema...

sabe o maior erro do ser humano? não é dar carro a bêbados...
São os meios de comunicação..
sabem.. todas essas coisas. Celular, computador, a merda da internet resolve funcionar agora mesmo que eu tou de fogo.

Ainda bem que não tenho crédito. Porque já sabem.. Iria ligar a sei lá que horas é essa no Brasil, e infernizar a vida da tina dizendo: te amo, casa comigo?!!

Estou aqui, sentada num sofá cama. Eu moro agora na casa da minha melhor amiga, há duas mulheres lá na cama sei lá fazendo o que, e eu estou aqui, morta de desejo por minha ex. Minha calcinha não consegue deixar de ter resfriado e aparecer toda molhada.. que droga!

Tomei um banho. Banho daqueles que se toma para conseguir dormir. Fogo..fogo..

Eu tenho bons reflexos, sei ainda escrever num teclado, ter concordância.

Meninas, como eu queria ter uma delas ao meu lado. Tina, Nanda.. Oh, gente, aqui nesse lugar não se passa nada!

Vou ter de dormir.. amanhã gente esperta, apaga esse post, ele foi ditado com a sede do pecado..não há tema, só desejo.

51 na cabeça e muléres em cima de mim...

EU TE AMO E VOU GRITAR PARA TODO MUNDO OUVIR!!!

BETTE.

terça-feira, 28 de julho de 2009

A ética versus as mulheres...

Mulheres são loucas, isso eu sei que são... estou revoltada!
Eu sei que sou capaz de coisas que só uma feminina é capaz de fazer.

Uma mulher que consegue antecipar instantes da minha saída, andar em direção ao lugar certo, criar fatos não existentes, dizendo: professora preciso que encontre minha blusa nos "achados e perdidos".

A grande mente enfia as mãos em cima da cintura da pobre indefesa, lasca um beijo daqueles, prende-a na parede e impossibilita a única oportunidade de se mover. Dali sai um beijo que não sabe se vai te moder apenas ou engolir toda.

Era eu. Eu estava estática. Meu coração batia algumas centenas de vezes acompanhando o movimento da língua daquela mulher que se apaixonara por sua professora.

Ah..meu pai!!! E agora? Não digo só da fidelidade, que essa eu até consegui dormir sem... Mas, o que fazer com a ética?

Existem pessoas que devotam o Jackson, as Spice Girls..Madonna.. seja lá o que for. E por essa coisa resolvem dedicar-se a fio e não realizar qualquer ato de paradóxo com ela.

Imagina um Corintiano sentando na torcida do Palmeiras? eu até tenho calafrios em falar desse tal de pal..merras..

É dessa ética ao clube, ao relacionamento, e ao meu trabalho que eu digo: Nunca ficaria com uma aluna! Fidelidade a minha profissão, minhas caras...

Tudo real até aquele instante...

Corri em direção a porta. Uma..duas.. já estava chegando a porta da estação, e ainda sentia uma certa falta de fôlego. Tou perdida, ainda que saiba para onde estou indo.

O melhor foi desabafar... É claro que quem conhece Bette sabe.. ai tem! Mesmo que eu diga que não fui eu quem levou ela ali.. Eu dei sinais de que poderia acontecer algo.

Mulheres... Tão certa de que querem usar calcinha vermelha, e não cueca samba canção. Mulheres que se jogam na frente do carro sem medo da falta de freio. Uma dessas mulheres decididas, me deu ontem a prova de que eu não consigo lutar contra elas.

Hoje continuou minha saga... 17h30 ela entrou novamente. Pelo porta da rua... Entrei em pânico! Quase não conseguia mais falar. Era a hora de novamente iniciar todo aquele ritual do pânico, do coração acelerado, do medo, da renuncia...

Tive a reação mais justa de alguém que ainda segue a ética... Dei boa tarde, fui fria...
Mas, em poucos instantes já estava eu na conversa dela, no sorriso demorado, no calafrio que nunca passava.

A razão versus emoção. E eu comecei a ter vontade de jogar para fora toda a comida, assim como o suor que saia..eu me ausentei da sala. Passei literalmente mal.

Outra vez a porta do banheiro. Eu sozinha. Vomitei algumas vezes, eu mesma peguei a minha cintura e em vez de ser engolida, tirava tudo que tinha em mim..

Não tinha mais controle de mim. Era como se pegasse meu diploma e jogasse na privada.

Cheguei em casa. Peguei o telefone. Liguei para minha namorada, contei a ela tudo, afinal, já estava tudo indo pela descarga.

Bette.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

TPM FDP



Oi pessoas!

Sim, faz muito tempo que eu não posto nada no blog, eu sei... Não precisa me condenar ou puxar minha orelha, mas além do fato de eu estar meio sem assunto, tava meio que sem conexão também, então quem costumava falar comigo no msn do blog, não pense que eu bloqueei, pois isso não confere.

Ok. Hoje é segunda. Estou num humor fdp (pra quem não sabe, filho da puta abreviado). Tive que acordar cedo (como todo santo dia), pegar aquele busão lotado com aquele povo que parece que nunca ouviu falar em desodorante, fora aqueles que nunca ouviram falar em fone de ouvido e obrigam todo mundo do busão lotado a ouvir o que toca no seu celuleba (maldita globalização).

Além disso, a manhã toda o meu celular toca com chamadas a cobrar. ODEIO chamada a cobrar e definitivamente vou deixar de ser precavida e bloquear isso na minha linha! Acho um absurdo vc ter que pagar pela vontade alheia de falar com vc. Não sou obrigada e não quero. Ponto!

Minha namorada é uma fofa, mas neste momento tenho ódio de qualquer ser que passe em minha frente, justamente pelo fato de agora estar com o pior tipo das minhas TPM's. Sabe quando a pessoa sabe toda a sua agenda, todos os locais e horários que vc frequenta e liga perguntando onde vc está? Nossa, dá vontade de dar uma resposta mega atravessada, mas vc não pode, pois vai magoar. Grrrrrrrrr...

Beleza! Tô indo pra outro lugar, esperando meu outro busão numa boa, e vem um desses tiozinhos pedinte, dando um puta tapão no ombro pedindo 10 centavos! Nossa, que ódio só do susto que eu levei. E vc não pode ser ignorante, pq vc não sabe se ele é charlotão ou é só vítima desse sistema de exclusão capitalista. Eu sou simplesmente contra a alimentação desse sistema, e odeio quem vem me pedir como se eu tivesse obrigação de dar. Não dou, o dinheiro é meu, tô de tpm e não enche meu saco.

Aí tô indo almoçar com a maior fome do mundo, e o cardápio de hoje é: fígado! PQP, eu odeio fígado, e se quiser piorar meu mau humor, me deixe como única opção pra comer um fígado.

Pior que ainda é de tarde e já estou pensando no bis da manhã que vai rolar no fim da tarde, começo da noite: ligações a cobrar, busão lotado, celuleba alto, tiozinho pedindo dinheiro, e a minha extrema vontade de gritar e bater em algo.

Ai gente, preciso sangrar. Tô com os hormônios jorrando na pele...

xxAlicexx

domingo, 12 de julho de 2009

Não, eu não tenho namorado...


Desculpa a foto Preconceituosa, nosso blog não é para isso. Mas, ela cabe com a noite de ontem.
Foi a primeira vez que encontrei uma cantada daquelas depois que voltei de "conforça" ao mundo Gay.
Já era hora de Bette renunciar o sociável e dizer que gosta mesmo é de mulher, mamilos, mel, moças...
Enfim. Estive como essa foto. A espera de algo diferente. Aquela sensibilidade que só uma fêmea com F mauísculo poderia me dar.
Braços suaves, toque doce. Sexo louco depois do vinho de Porto, do CD acústico de Roupa Nova, ou um Zezé de Camargo que ela tanto gosta (defeitos de fábrica..rs).
Eu saí pela primeira vez sem ela. Isso deu problemas. Porque eu ainda esqueço que não sou mais solteira.
Acho que ela tinha razão, quando pela manhã acordei para ir ao trabalho as 7 da manhã tendo chegado da festa as 6, e dizendo: meu bem, tou de mal comigo, afinal, vou pro trabalho atrasada, ontem saí....
Cachorros foram lançados. Bravilha ela..rs. E eu sem noção.
Mas, todas as minhas desculpas pararam com uma demonstração de que entrei no mundo Gay, quero ficar com ela, e eu choquei quem tinha de chorar. Adoro!!
Marmanjos de plantão. Não sou de se jogar fora no dia-a-dia, e arrumadinha, pareço interessante.
Foi o que o cara disse. Nos velhos tempos, até toparia uma dança com aquele tipo bonito. Mas, já não rola mais nada com homens.
Boa Noite. ele disse... e completou: és muito linda. O que faz essa mulher assim só...
Calei-me. Pensei no anjo dormindo, sem nem saber que eu tinha saído.
Ele continuou: tem namorado?
Evidente que não tenho namorado. Disse: Não tenho namorado...
E o tipinho já virou um pavão, querendo se jogar....
E completei: Não tenho namorado. TENHO NAMORADA!
Vi a palidez e a situação cômica. Minhas amigas riram muito. Principalmente de me ver tão bem e assumida num meio hétero.
As últimas palavras que aquele homem deu antes de morrer na praia foram: esse munda tá perdido, eu não acredito que esse mulher tem uma mulher...
Oxi... agora que o mundo se encontra. Os átomos, as bocas, o desejo que forma o ato de fazer amor.
Encontrei meu mundo. E vivo numa fase de aceitação, e sei que ainda há mulheres que procuram o que eu não achei... Espero que um dia encontrem!
Bette.

segunda-feira, 6 de julho de 2009

As voltas que o Mundo faz para chegar ao mesmo ponto!

O mundo não é só uma esfera..é uma bola de boliche...
Como as coisas estão aceleradas minhas queridas e queridos...

Enfim estou aqui. Parada com um prato de frango com queijo e salsa.

É o resto do jantar de ontem, na qual ela me oferece mais uma vez.

Foram mais de 2 meses do dia em que nos encontramos naquele bar.

Eu estou namorando, ela já não. Enfrentamos barreiras juntas, brigamos, sarramos, viramos amigas, fizemos coisas juntas, coisas separadas mas com nossa cabeça virada uma para outra.

O mundo já não precisa esperar centenas de dias ou uma eternidade para mostrar o caminho errado, unir o que um dia separou e fazermos provar de nossa língua.

O prato ainda esta na minha frente, e eu me pergunto qual a intensidade da bola eu lancei, para receber a mesma intensidade na hora dos pinos?

Eu estou namorando a garota que ela ficou. Isso parece surreal do ponto de vista da razão. Ela que ficou comigo, que ficou com minha namorada, que ficou comigo e agora, eu me encontro em cima da cama dela a fazer movimentos cada vez mais intensos com a minha pelve na dela.

Não preciso chegar tão longe nas charadas, porque vocês já devem saber que eu falo da minha amiga. Aquela que eu tentei substituir o desejo, e que hoje voltei a cama dela, como se aquele ritual começado no primeiro dia em que ela me serviu na casa dela o frango com aquele molho delícia, só tivésse demorado o tempo em que a bola demorou para ultrapassar a sua meta e fazer aprendermos outros caminhos.

Estou meio perdida, porque agora a minha tal namorada me ligou, falou toda apaixonada, e eu além de não saber o que acaonteceu com minha amiga, eu não sei o que eu sinto por ela, só sei que queria muito não ter saído daquela cama hoje.

Eu vejo que os pontos se perderam, mas agora voltam. Porém, tantas histórias se nascem enquanto a bola vai rolando, e você é capaz de não ter controle das situação.

Quem me pediu para escrever algo com esse título foi ela, a minha amiga. Ela diz que eu sei escrever o que ela tem na mente, sei usar das palavras a forma que ela deveria se expressar.

Não sabia que nós seríamos vítimas desse mundo de voltas, que desde o dia que ela abriu a porta par mim no bar, insite me deixar sempre próxima dela, como se mandasse ficar, e nós querendo lutar contra ele, metendo pessoas, cavando romances inacabados, infelizes.

Ai, mundo, me explica agora o que eu faço? Aquela cartomante disse que eu só faço escolhas erradas? me leva ao acaso, antes de que ter de tomar qualquer atitude!

Bette.

quarta-feira, 1 de julho de 2009

Dúvidas, despedidas e Saudade..

Hoje descobri que sou alguém de dúvidas...

Não direi que quero saber porque o céu é azul, porque acho bonito o espelho da água por cima de nossas cabeças.

Mas, hoje, tenho dúvidas pessoais. Sinceramente não quero que me entendam. Queria que se indentificassem com pelo menos uma frase. Porque eu só estou falando de um lado que ultrapassa a porta de meu quarto e mora diariamente no meu travesseiro quando coloco minha cabeça e me encontro só.

Como adicionar um anjo de Deus em meu msn?
Como pedir que me abrace quando eu tiver de voltar a tua casa e sentar finalmente em tua cadeira vazia?
Como entender certas linhas tristes num obtuário?

A vida termina minhas caras... todos se vão, e a saudade de 90 e tal dias é grande demais...

Como não achar estranho não ter tido tempo de levar alguém no aeroporto se assim fez comigo? Como não falar de minha história e relembrar de alguém que contribuiu 50% para eu nascer? Como me olhar no espelho e não achar que esses olhos que me deste estão infelizes? Como não me preocupar contigo se não sei mais notícias tua?

Todas pessoas dizem que somos parte de nossa genética e experiência, e quando vc perde um desses cromossomos em forma de pai, irmão e namorada quem somos nós?

Como saber o que eles dizem? Se ainda tem orgulho de mim se sou falha e ouço apenas o som que adentra em meus ouvidos dos que estão fisicamente a minha volta? Como dizer meu nome sem citar meu sobrenome e com sotaques que eu aprendi de pessoas que passaram por mim?

Como não querer encontrar culpados para a nossa separação? Ser menos amena com teus colegas que te levaram por uma ideologia e aceleraram a tua despedida da gente?

Será que sou estúpida por achar que um dia terei respostas para tudo?
Será que vou precisar nascer novamente para levar melhor a história de uma menina que eu conheci no espelho da sua casa?
Será que essa adulta que tenta conhecer de (á)tomos a (z)imbaubeanos só quer ocupar a sua mente para não falar que não sabe mesmo é de nada, onde se escondem as pessoas que mais amamos e não se encontram mais? Será que esse silêncio todo significa que foi para muito distante e que um dia vai conseguir chegar e me falar porque essa vida é assim?

Dúvidas..dúvidas só aceleram a certeza de que a vida é BREVE e a Saudade é coisa que aumenta e diminui num equilíbrio inconstante a cada dia!

Uns se vão em corpo e alma para um infinito desconhecido, outros em corpo e alma para um abismo provocado por más emoções.

Ame um dia de cada vez, amando em plenitude quem faz parte desse dia...

Bette.

terça-feira, 23 de junho de 2009

Vou-me embora para Pasárgada pela segunda vez...

Nunca fui tão boa em literatura. Mas sempre fiquei na memória um verso. Enquanto meu professor dizia que eu escrevia sempre numa escola passada a matéria, o tempo me deixou presente ele.

Vou-me Embora pra Pasárgada de Manuel Bandeira... e com a ajuda dele, vou explicar minha tristeza, e julgo que seria melhor também vocês morarem lá.

"Vou-me embora pra PasárgadaLá sou amigo do rei. Lá tenho a mulher que eu quero. Na cama que escolherei. Vou-me embora pra Pasárgada. Vou-me embora pra PasárgadaAqui eu não sou feliz. Lá a existência é uma aventura. De tal modo inconseqüente. Que Joana a Louca de Espanha Rainha e falsa demente. Vem a ser contraparente. Da nora que nunca tive."

Hoje estou triste. Minha melhor amiga do momento começou a namorar. Não entendo porque esse ciúme todo, mas o fato é que estou a lamentar. Tudo irá mudar.
Eu me julgo alguém incapaz de ser rainha aqui. Só me aparecem viciadas, loucas mais que a rainha de espanha, amores virtuais, santas que comem maça e acabam a relação... Minha sorte é tão estúpida, não acham?

"E como farei ginástica, Andarei de bicicleta. Montarei em burro brabo. Subirei no pau-de-sebo. Tomarei banhos de mar! E quando estiver cansado. Deito na beira do rio. Mando chamar a mãe-d'água. Pra me contar as histórias. Que no tempo de eu menino, Rosa vinha me contar.Vou-me embora pra Pasárgada".

Eu precisava mesmo amanhã passar o dia fazendo ginástica, me sentiria menos feia. Montar num burro que me jogasse ao chão e me chamasse de lagartixa. Se a mãe d'agua fosse gostosa, com todo respeito, faria amor com ela a noite toda, porque estou tão carente, que só ela iria conseguir me completar...

"Em Pasárgada tem tudo. É outra civilização. Tem um processo seguro. De impedir a concepção. Tem telefone automático. Tem alcalóide à vontade. Tem prostitutas bonitas. Para a gente namorar".

Imagina uma prostituta como Julia Roberts toda para mim? Numa civilização sem preconceito?

"E quando eu estiver mais triste. Mas triste de não ter jeito. Quando de noite me der, Vontade de me matar— Lá sou amigo do rei —Terei a mulher que eu quero. Na cama que escolherei. Vou-me embora pra Pasárgada".

E me encontro agora num quarto quente, sem ventilador. Num verão dos infernos. Apenas com a vontade de desaparecer, sem rei ao meu lado, num modo triste que não tem jeito.

...Texto extraído do livro "Bandeira a Vida Inteira", Editora Alumbramento – Rio de Janeiro, 1986, pág. 90.

vou mesmo pela segunda vez a pasárgada, nem sei que me fez de lá voltar...

Todos continuam a viver suas vidas, e eu aqui nem sei com quem contar... Deixo como testamento, meus versos sem rima, para algum cantor algum dia rimar... Será quem ela vai notar que fui morar noutro lugar?

Bette.

quarta-feira, 17 de junho de 2009

Procurando uma “cultura” de mulher...

Os 5 continentes. Milhões de mulheres, cerca de um bilhão de pessoas vivem espalhadas a procura de algo, e eu, só procuro a minha cultura de mulher.

Hoje fui a um restaurante chinês.
Adoro sair de dentro de um país, abrir a porta e entrar noutro. (Apesar de não ter achado graça nenhuma em comer algo não comestível no restaurante indiano). Continuo a minha saga!

Comer é uma forma simples de absorver um pouco de cultura.

Consigo me inspirar até, sentada na mesa tomando um porre de coca-cola com aquelas coisas coloridas.
Vejo saindo de mim uma socióloga de mesa de bar...rs.

Analisei aquela roupa cafona das senhoras me servindo e a mini-saia saída de um episódio power range da “chinoca” filha dela, que pedia para ir em algum lugar que eu não “mandarinho” entender.

Olhei que a idade separa mundos. Assim como o tamanho dos panos.
Me lembrei que dormi um mês ao lado de uma Coreana, que pernas lindas e cabelo suave. Lindíssima, mas eu nem me animei.

Como já havia dito, existem dois Mundos. E não falo de Ocidental e Oriental.

No Mundo real, eu me deparo na Europa. Um lugar que mesmo o sol começando a chegar e as pessoas troquem o preto pelo estampado, o colorido do sol que elas pegam na praia, não muda suas faces, sua espontaneidade. Não há como generalizar, mas há diferenças. Mesmo que minha espanholita me diga que não, me beijando loucamente nem ai se eu era a primeira mulher dela.

Graças a nova geração vejo o verbo “eufeliz” mais incutido nas mulheres, e uma graça especial.

Não sei falar de toda cultura. Só acrescento a russa que quase me beijou no banheiro tentando me desviginar.. Ou, aquela aluna dos EUA que me perguntava sem parar como fazer para ir no Shopping ou a boite Lez.

O fato é um. Quanto mais eu me aproximo de culturas de mulheres, sinto mais falta de CASA.

Nem digo que aqui encontre algo de mais familiar naquelas peruas brasileiras que vi hoje na praia, com o biquíni dentro da bunda quase evidenciando o ditado importado de que brasileira só é bunda ou puta. Nojo!

Aphe...Acho que até elas e eu, ficamos diferentes aqui, falta o riso tropical. Sinto-me estranha, aculturada, fria, cadê meu sorriso que não é amarelo?

A inglesa que cruzou comigo na rua pedindo a informação no seu próprio país, me fez mesmo achar que eu não sou mais eu. Vendi minha identidade. Por favor tragam-me novamente para mim, meu CPF é 95090...

Semana passada quase encontro algo de igual. Dancei com a africana o Kizomba, e quase esqueço do chopp a minha espera na mesa do bar. Ela tinha alma brasileira...

Percebi, que sinto falta de uma mulher, ou quem sabe várias, que fale a mesmo língua que eu...

Até conheci uma portuguesa, lindinha toda. Se tivesse em outra época, iria até deixar ser colonizada e cantar de índia no "sítio (lugar em português) onde ela morava".

Mas, mesmo que ela fale a mesmo “língua”, linda Sophia, devo explicar a ti, a mim e a todas qual é a cultura de mulher que procuro...

Queria um pouco de nordeste numa mulher, a tal hospitalidade, e o sotaque cantado. Queria um meio axé e sensualidade baianesa. Um momento largado e inteligente paulista. Um Uai mineiro e um comer quieto. Uma marquinha de sol e samba originais do Rio. Uma lembrança meio sem lembrança de uma mulher brasileira que tenta falar de futebol. Um sorriso piauiense da terra do calor. Do nariz mais lindo que já conheci da mulher do Espírito Santo. De uma comida feita por uma maranhense que me chamou de “fia”. Da força cearense e o modo simples de encantar turista. Da diversidade pernambucana com um ti-tu-te. Da forma como o paranaense conta uma história um modelo europeu brasileiro. Do chimarrão que molha a garganta daquela sulista que me disse seu nome meio embreagada. Da não politizada brasiliense. Da vibração e orgulho paraense. [Da mulher linda de Goiás, que os olhos de Shane disseram ver por mim]. De todas aquelas que desfrutaram um pouco do "pulmão do mundo-amazônia", e certamente me faria respirar melhor ao lado delas.

Se me esqueci de alguma mulher, fale um pouco da sua cultura, para eu também ter saudade dela.

Quero uma mulher que me lembre como é bom ser brasileira!

Bette.

segunda-feira, 15 de junho de 2009

Quando a amizade supera o desejo...

Dizem que o cão é o melhor amigo do Homem. E quem será a melhor amiga das mulheres?

Ah, tudo bem... Homens e mulheres incluem-se no jargão.
O-d-e-i-o a língua machista, homos Sapiens, homos, os todos, tudo vira plural do sociável. Sem deixar de citar que a pouco tempo houve o dia d(os) namorad(os). E mesmo que Alice escreva: Dia das namoradas, isso ainda há de parecer estranho para muita gente.

Mas, voltando ao que me trouxe aqui hoje, preciso falar de algo que supera tudo, simplesmente tudo.

E eu agora entendo o que havia entre minhas amigas de escola.

A amizade!

É estranho para meu vocabulário interpretar o que tive de entender. Mulheres que se conhecem, dançam, beijam-se, iniciam um quase sexo. Sou até capaz de me lembrar da nossa imagem num movimento de balançar da cama. Estávamos a fazer algo alí?

Não. Se fizemos agora já não é isso que me motiva sair de minha casa seja a qualquer hora.
A mesma pessoa que conversa horas e horas comigo, é a mesma que eu presumo ter me apaixonado, sentido algo aristotélico.

No início, foi o desejo. E hoje, menos de um mês que ela abriu a porta de sua casa, consigo perceber que só queremos amizade. Só? não isso é muito!

Não sei porque, quem decretou algo. Sei que começou dela, ela já tinha alguém no coração. Mas, agora, amizade vira lei. Como um certo postulado, que na química é algo imutável! Postulado de Cacute!!!

E, eu recebi a troca do beijo pelo abraço como algo bom, quem sabe até melhor.
Algo que foi me marcando a cada dia, e tornando a companhia dela mais agradável e sem interesse.

Não quero sexo com ela, quero sorriso. Não quero beijo, quero compartilhar a comida dela no estrelar da gordura que pica meu dedo. Não quero deitar na cama dela, só quero a cabeça dela em meu colo.

Quero dar carinho, quero ser ouvida. Conheci ela por inteiro, e não somente o corpo.

Troquei o desejo pela amizade, e isso é uma estranha forma que eu aprendo a achar agora normal. Uma prática usada pelos "HOMENS", pelos seus Cães, pelas pessoas que antes de mim descobriram que o importante é a amizade e substituíram ou nem sequer viram o desejo em nome de uma amizade.

Bette.

quinta-feira, 11 de junho de 2009

Dia das namoradas: o que dar de presente?

Olá tooshas do mundo!

Dia dos namorados está aí, ? Opa, namoradas! Sexta feira milhares de tooshas estarão nas ruas ou em suas casas, curtindo em clima de muito romance e sexo o dia das namoradas. No resto do mundo esse dia foi comemorado em fevereiro, mas como estamos no Brasil (eu ao menos estou), vai dia 12 de junho mesmo.

E se em aniversário de mês não pode faltar comemoração, o Dia das Namoradas é o ápice da comemoração entre duas tooshinhas, além do aniversário de um ano de namoro, lóxico.

E para tal, não poderia faltar o belo presente, minhas amigas?

Eu, na minha falta do que fazer, pensei em alguns presentes ótimos que podem ser extremamente úteis em sua relação.

1. Caixa de ferramentas

Se sua namorada é metida a consertar tudo o que vê pela frente, uma caixa de ferramentas é a opção perfeita para presenteá-la!
Pra não parecer tão bofe, você pode dar esta aqui que é perfeita!

Se você for uma toosha com bala na agulha, pode dar um presente bônus: uma furadeira!

2. Relógio

Se sua namorada SEMPRE chega atrasada nos encontros, você por OBRIGAÇÃO deve dar um relógio de presente à ela, assim ela não terá mais desculpas em dizer que não sabia o horário.


3. Vestuário

Toda toosha que se prese, tem que ter algo da Adidas! Então faça a sua feliz e dê uma camiseta ou jaqueta da marca. Se preferir, pode ainda dar um tênis ou uma mochila. Mas não deixe de presenteá-la!


4. Roupa íntima

Tirando as unhas da modelo e o fundo inspirador do cenário (regado a lata de nescau), cuecas femininas são uma ótima pedida, pois não ficam entrando na bunda, são mais confortáveis, e sexy. Eu adoro!


5. Artigos de sex shop


Pra fazer o circo de vocês pegar fogo com o palhaço dentro, num sexo extremamente louco, uma boa pedida é um dildo, ou o velho cinto, onde homem de fato não faz falta!

Mas minha cara tooshinha desempregada, se nenhuma dessas dicas te servir, você ainda assim pode levar sua namorada para ver as estrelas no céu (torça pra não estar coberto de nuvens), passear de mãos dadas na praça (torça pra não achar nenhum velho tarado que nem a Rapha do Fala Rapha, ou ainda a mãe dela ou seu chefe), e dizer pra sua mãe que vai dormir na casa de uma amiga,pois vocês irão assistir um filme, assim você consegue a proeza de dormir de conchinha (desde que a porta do quarto dela fique trancada)!

Mais alguma sugestão meninas?

xxAlicexx

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Atualizações do blog

Oi pessoas!

Bom, esse post é pra informar sobre as incrementações contidas no blog onde sempre irei repostá-lo para que as novas visitantes tenham acesso à suas informações.

Quero informá-las que agora fazemos parte do Diretório de Blogs do Parada Lésbica, o maior portal brasileiro lésbico! \o/

Além da parte central que mais as deliciam, que são os posts, à sua direita, você pode encontrar o perfil do blog com seus contatos, nossos seguidores, postagens antigas, os blogs que nós acompanhamos (que também servem de dica), uma breve descrição das autoras do blog, além do número de visitas que o blog já teve.

E por falar em contato, nosso e-mail está disponível à quem quiser escrever, além do nosso profile no orkut, e o mais novo meio de comunicação: o Twitter!

O email é lez.girls.br@gmail.com, o profile no orkut é Lez Girls, o MSN é lez.girls.br@hotmail.com e o nosso Twitter é http://twitter.com/lezgirlsbr. Lá irei sempre deixar os seguidores a par das novas postagens!

No painel da esquerda, temos um indicador de quantas pessoas estão on line no blog, outro mostrando o de que lugar domundo nossas leitoras são (além das moderadoras) e o mais novo elemento, que é um espaço para bate papo pra quem estiver on. Não precisa logar, basta papear!

Por último, no painel da direita há um selo do concurso em que estamos participando na categoria de melhor blog de comunicação. Se for de seu agrado, vote! E vote com vontade. O voto é sigiloso, e você pode seguir as instruções do site para realizá-lo.

No mais, manterei vocês a par de alguma novidade.

xxAlicexx

terça-feira, 9 de junho de 2009

Murphy é meu melhor amigo

Pra quem não conhece Murphy, irei apresentá-lo:

Edward Murphy foi capitão da Força Aérea Americana, e era um dos engenheiros envolvidos nos testes sobre os efeitos da desaceleração rápida em piloto de aeronaves.

Para poder fazer essa medição, construiu um equipamento que registrava os batimentos cardíacos e a respiração dos pilotos. O aparelho foi instalado por um técnico, mas simplesmente ocorreu uma pane, com isso Murphy foi chamado para consertar o equipamento, descobriu que a instalação estava toda errada, daí formulou a sua lei que dizia: “Se alguma coisa tem a mais remota chance de dar errado, certamente dará”.

Ele inclusive foi a primeira vítima de sua própria lei.

Um maldito pessimista, eu diria... Pois sim.

Digamos que vez ou outra ele resolve marcar cerrado, e baba algumas coisas da minha vidinha, como por exemplo, aniversário de namoro.

Tooshas queridas do mundo inteiro. Quem de vocês não comemoram mensalmente o aniversário de namoro com suas namoradinhas (lógico, pois comemorar com a outra é sacanagem)?

E lá estava eu, toda feliz e serelepe no dia do aniversário de namoro... Acordei cedo pra ir trabalhar, toda contente, pois tinha certeza que o pagamento ia cair naquele dia. Peguei o velho busão de sempre, e ele parecia ir bem rápido pra não me fazer atrasar, mas advinha: engarrafamentos à la cruzamento de tartaruga com lesma. Resultado: cheguei atrasada.

Ok, primeira esculhambação do dia.

E lá estou eu trabalhando na minha toda serelepe. Me lembrei do dia do pagamento! Resolvo ligar pro banco e aquela voz maldita me diz: "o seu saldo em conta corrente é de três reais e quarenta e dois centavos"! Maldição das trevas infinitas! Meu salário não tinha saído! Agora me diz! Como eu iria sair? Como a gente ia jantar no restaurante?

Ligo pra ela e aviso que da minha parte, o jantar gongou, pois meu salário não tava disponível ainda. Ela topa passar no cartão. E assim passo o dia na esperança de um "futuro melhor".

Não lembro por qual motivo, mas numa das ligações dela durante o dia, a gente ainda acabou discutindo, o que pesava ainda mais o clima. Fiquei de ir à casa dela pra gente se arrumar. Até saí no horário pra poder chegar a tempo, mas me diz se adiantou?! Novamente meu amigo Murphy estava na minha cola, e me fez esperar mais de 40min pelo maldito ônibus, e ainda me colocou num engarrafamento FDP! Resultado: fui chegar na casa dela mais de 20h da noite extremamente cansada.

Logicamente que eu levo mais um esporro, pois como meu salário não havia caído, consequentemente eu não tinha dinheiro pra colocar crédito no meu odioso celular pré-pago, logo, eu não tinha como avisar que naquele dia Murphy resolveu me visitar.

Ok, tudo o que consegui foi ouvir calada, tentar me explicar, mas de nada adiantar. Fui pro quarto e me abanquei. Ela começa a me pressionar pra tomar banho e me arrumar. Eu fico no computador arrumando música. Quando decido ir, ouço um barulho de carro. Advinha?
Pegaram o carro pra sair, e esse alguém não foi ela. Quando termino de me arrumar, recebo a triste notícia de que estávamos a pé, e no melhor das hipóteses, de ônibus.

Meu mundo caiu, pois era pro jantar ser extendido e eu virar jantar, mas gongou, ou melhor, fui gongada.

Meu jantar romântico se transformou numa balada uoh com amigos, um lanche básico numa lanchonete, e uma ressaca dos infernos que me deixou podre o final de semana inteiro.

Fiquei frustrada!

Eu odeio Papai Smurf... eu odeio a Lei de Murphy.

xxAlicexx

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Curriculum Dare..

Estive pensando, o que leva alguém sóbrio falar de si mesma como se fosse uma mercadoria. Ai, não sei, pode ser a sensação de abandono. Eu hoje me sinto triste, afinal, semana passada acabei com um relacionamento na qual o outro lado me via como se eu fosse a mulher mais gostosa e inteligente do mundo.

Então, volta? Não, Bette não volta.

Já mudei de casa, já passei para o lado dos bebuns solteiros, dos sem compromissos..aphe! Daqueles felizes e prepotentes na noitada, e tristes no quarto vazio.

Pensando bem, o que adianta ser chamada de mais gostosa e inteligente, se não me compeltava?

Imaginemos um pouco na lógica de mercado, como se relacionamento fosse uma empresa. Eu, e vocês nas suas relações.

Eu preciso de emprego para ser feliz? é o que eu pergunto a mim. Leiam emprego : gostar de alguém.

Mas, quem?

Não sei. Acho que primeiramente deveria ter alguém para gostar de mim, ou coisa assim recíproca.

Ta decidido, vou soltar meu nome na praça. NOVA LEZ SOLTEIRA NA PARADA. O que acham, meio apelativo?

Não, acho que tá bom.

Posso então soltar meus dotes?

Bette, Lez, solteira, 25 anos. Natural de "vento faz a curva" Brasil. Experiência de 2 relacionamentos sérios, com duração entre 3 a quase 2 anos. Motivada, ousada, carinhosa, amiga.
Referências: por motivo de privacidade não será divulgado..rs.

Alguém me emprega, ou deverá ser a empregadora, eu?

Bette.

sábado, 6 de junho de 2009

IMPRESSÕES...

Da impressora vão saindo papéis em diversas tonalidades e figuras. E eu me encho de idéias.
Há uma técnica para tentar ver duas formas de figura num mesmo papel. Acho que já devam ter visto.

São impressões que de um olhar, nessa atmosfera visual, construída a partir de uma lógica de pensamentos sócio-culturais, fazem um mesmo retrato se parecer ora uma cena suja, noutra, uma criança ingênua.

Vi uma vez numa palestra de Oratória, que dizia: necessitam menos de 10 segundos para você impressionar alguém.

Sabemos que existem exceções. Mas, o nosso préjulgamento é mais forte. E isso aumenta quando há preconceitos na imagem.

Quem é Bette? Essa mulher da foto realmente não sou eu. Não só porque não uso esse tipo de vestido, e porque minha imagem não é assim..mas, porque eu ora sou um retrato, ora sou outro.

Passado versus presente, diria assim.

A impressão que dei, por meus relacionamentos, é que eu era uma caneta que escrevia em tinta que se apaga, mudando logo de escrita, tonalidade.

Quero dizer que amadureci. Sei que o ditado quer dizer que a primeira impressão é a que fica. O que falaram, o que viram, o que sentiram, resume-me a uma pessoa falha demais para tentar optar por uma conviência maior. Elas tinham razão de não me querer mais.

Eu hoje vejo-me no espelho diferente. Sinto coisas que só descobri agora.

Se antes, a minha saia de freira do secundário me permitia a imagem de santa, e mesmo que o supervisor me visse com as mãos dentro da cueca de um colega, brincando e atissando o seu sexo... a minha explicação de que havia algo ali a procurar me fez compreender que não era a má conduta que importava, e sim, a imagem de boa menina que tinha.

Agora eu imprimo uma imagem presente. Danço-danço. Caindo e levantando, meio moleque, meio sem medo.

De chinelos nos dedos, sem saudade da bota bico fino.

No presente, a conduta mudou. Nunca pensei que fosse capaz de me divertir sem álcool, sem sexo, sem intenções. Tudo ali era bom, por que eu queria sentir a música, as pessoas e principalmente acompanhar da minha própria companhia.

E, nesse instante, a impressora continua a sair, várias cores, vários papéis. E eu, curto a impressão presente, contente de ser errônio o ditado, pois a impressão que fica, é aquela que temos na mão, e não a primeira.

Bette.

quinta-feira, 4 de junho de 2009

NOVA FASE...


TOMANDO TODOS OS DIAS:
bette, oferece especialmente a SHANE!!!


Quando fechamos os olhos nas dores...

Pensei em injeções. Lembrei delas para falar em analogia, por que mesmo que tente falar real, ninguém iria me entender. Não sei se cabe, mas para mim a dor de saber que podemos ver a dor, é o principal motivo de falar dela, ou melhor, delas...

A primeira vez que tomei injeção, lembrei que o aproximar da enfermeira, a linha branca constante, em vez de me passar calma me fazia criar pânico. Ela para mim deveria usar logo preto, lembraria mais a sensação de morte. Morte, como nunca estaremos preparados para ela? A morte fez lembrar de outra morte, e agora uma mulher se sente pequenina.

E de uma hora para a outra, o preto básico da festa, pode virar a roupa mais adequada no plano de fundo, sem o brilho de cordão e o casaco de seda.

É mesmo assim. Assim como a cor pode resultar em algo em poucos instantes, os sentimentos e falta de telefonemas também...

Mas, voltando ao braço, ou bem.. a injeção.
Vi que me traziam algo. Quando senti o torniquete prender meu braço, só achei que ela queria concentrar ainda mais meu canal de sangue, e penetrar toda uma cura dolorosa ali na veia.
Veia igual caminho...

Fechei os olhos. E imaginei ser menor o sentimento.
Paralisei. E imaginei que não tendo reações o momento terminaria logo...

Mas, não... Percebi que fechando os olhos, nesse momento, conseguimos ver ainda mais a agulha penetrar, concentramos-nos nela, no prejuízo causado a carne, no medo, nas frustrações. Igual também como quando paralisamos.

Não feche os olhos, não paralise!

Da segunda vez, havia além de uma pressão no lado direito, causado pelo torniquete, uma pressão na palma da mão, causada por uma mulher, que era a única paralisada ali, porque eu me movia em sentimentos, não mais só de angustia, mas de um lado bom, uma calmaria.
Abri os olhos, olhava para ela. Fechava os olhos e via dor. Abria e entrava ela. Que troca justa, dor por paixão.

Percebi que olhos fechados, tanto acordados como dormindo nem sempre são as melhores opções se há alguém do lado, mesmo um pouco distante, que queira fazer pressão do outro lado, para agarrar um pouco da pressão que se sente, equilibrando em pressões, trabalhando em opostos.
Deixa eu te dar a mão. Olha para um outro lado, e veja que estou aqui...

Bette...

quarta-feira, 3 de junho de 2009

Sem Ela, Meu Mundo é Vazio

Não sei se o título é letra de música, sei que veio a minha cabeça; caso seja, perdoe-me pelo roubo quem o escreveu. Se não for,agora é meu e vou fazer uma música com esse título. Rsrs..Brincadeira... Ainda não componho.

Bem, a gente sabe que todas as relações não são só flores,certo? Hora ou outra as flores morrem ou cmo diz Arnaldo Antunes: "as flores de plástico não morrem!", então usemos as de plástico.

Não diferentemente dos outros, tenho enfrentado alguns problemas. Dentre eles é que minha namorada tem 19 aninhos e regras excessivas em casa,uma delas é não chegar depois das 22h. Sendo assim, só fazemos programas diurnos.

Sendo eu, uma professora, com a vida toda regrada, cheia de convenções e conduta exemplar - ao menos na cidade que dou aula - quando chega o fim de semana quero mais é estravasar. Beber todas, chegar de magrugada em casa, até a ressaca eu curto. Isso não acontece com frequência mas, às vezes, é necessário.

Mas quem disse que minha menina pode me acompanhar? Tenho que curtir a noite só com os amigos.

Eu entendo perfeitamente que ela deve, pelo menos por enquanto, obedecer as regras impostas e, por isso, não reclamo, não penso em deixá-la por esse motivo, mas eu sinto um vazi..i..i..i..o.

Olho pra todos os lados procurando aquele olhar que me fascina e penetra minh'alma, seu levantar de sombrancelas quando a chamo, seus lábios carnudos e macios que acariciam meu rosto - mesmo nos lugares públicos - seu consentimento leve com o balançar da cabeça quando pergunto se quer suco de cajá (seu preferido), sua voz me chamando de amor...Tudo, tudo, tudo me faz querer correr pra casa, dar um sonífero pra mãe dela e sequestrá-la pra tê-la todas as noites comigo.

As noites, os dias, em todas as estações do ano, nas minhas viagens, em todos os lugares...

Porque Sem Ela, Meu Mundo é Vazio
Sem o Seu Olhar, Me Sinto Perdida
Sem a Sua Presença, Sou Incompleta.



xxx Shane xxx

terça-feira, 2 de junho de 2009

Unbelievable!

Depois dos últimos dias não desacredito de nada. O ET, sim, ele esteve lá em Vargínia. Pisamos e rebolamos na lua. Podemos voar sem asas. O avião desaparecido ainda será encontrado. Madonna vai parar de Cantar. A petição em prol do casamento Gay fará com que todos aceitem o casamento Gay.

Nas últimas semanas essa daqui caiu, quebrou copos, embriagou-se, cantou, dançou, comeu... mas, não beijou, não fez sexo. Deitada em vários cenários, novas e velhas camas, companhia dúbias, certas, amigos, amantes, parceiros, palhaços e leões. Nada!

Sei que é inacreditável, mas é isso. Não que o libido as vezes não se contraste com meu líquido vermelho. Não que eu não olhe atenta pelos que eu vou passando a admirar, a pegar de cada um algo de especial.

Hoje é tudo inacreditável, e eu tenho muitas palavras, mas só consigo escrever menos de 20 linhas...

Bette.

sexta-feira, 29 de maio de 2009

Elas são bi! Xuuuraaa...

Olá pessoas!

Eu achei uma matéria ótima no Yahoo Notícias, e achei que seria uma boa transcrevê-la pra cá, colocando nele alguns comentários meus.

Na matéria é feita uma relação de famosas que assumiram sua bisexualidade, sendo que algumas, cá entre nós, de bi não tem nada, são tooshas mesmo! Nessa lista, ou elas já tiveram algum relacionamento, ou só deram umas pegadas de leve.

Vamos à listinha?

Fergie (Black Eyed Peas): A cantora Fergie se casou em janeiro deste ano com Josh Duhamel e assumiu a bissexualidade em maio. "Escreva desta maneira: eu definitivamente já experimentei, mas nunca tive uma namorada fixa" declarou Fergie ao jornal "The Sun".

Comentário da Alice: a foto já diz tudo! Eu deixava ela me fazer. =D

Alanis Morissette: Também segundo o jornal "The Sun", em 2003, a cantora Alanis Morissette admitiu que já teve uma "relação completa" com uma mulher e que se sente fisicamente atraída por mulheres o tempo todo". Alanis fez uma participação no seriado "Sex and the City" interpretando uma bissexual.

Comentário da Alice: amoooooo de paixão a Alanis! Ela é linda, extremamente inteligente, e cá entre nós, desde que ela se lançou no mundo com seu Jagged Little Pill (quase furei o meu de tanto ouvir), eu já sabia que ela era meio machinho. Anos atrás ela já havia dado uma declaração do gênero, e recentemente apareceu outra onde ela diz ser extremamente hétero, mas na boa, eu duvido!

A reportagem cita a Ana Carolina, mas como não simpatizo nem fudendo com ela (com o perdão da palavra, ok?), vou me poupar de colocá-la aqui pra não cagar o meu post (com o perdão da palavra de novo).

A próxima da minha lista é:
Angelina Jolie:
A atriz Angelina Jolie teve durante dez anos um romance com a modelo Jenny Shimizu, mas diz que desde que conheceu seu atual marido, Brad Pitt, abandonou as mulheres. "Nunca escondi minha bissexualidade", disse ela à revista "Public".

Comentários da Alice: na boa! Com essa japa meda, até eu largava mulher de mão. Aphe! E ainda, nem preciso comentar que ela tirou a sorte tendo um Brad Pitt no colo. Sem contar que ela deve fazer maravilhas com esse bocão! Hohoho.

Bigitte Nielsen: Dizem que a atriz Brigitte Nielsen pediu o divórcio de Sylvester Stallone porque foi flagrada na cama com a secretária, em 1987.

Comentário da Alice: na boa tia, a senhora é meda, deveria tomar vergonha na cara, e parar de ficar fazendo a secretária dos outros. Fora que a senhora parece uma das bruxas de conto de fadas, ou até mesmo a tia da Pink! Ui... que medo!

Julia Paes: Julia Paes, ex-namorada de Thammy Miranda, com quem chegou a fazer um filme pornô, fez sucesso com o público masculino depois de assumir sua bissexualidade. "Não gosto que me definam lésbica", declarou Julia.


Comentário da Alice: ai "amica". Confessa que você só tava querendo pegar carona na cauda da Thammy bofinho pra deslanchar e ter todos os bofes aos seus pés além de grana, afinal, homem adora "bisexuais" gostosas. By the way, eu nem chegaria perto de você, pois não faz meu tipo. Noja! =p

Megan Fox: A atriz e modelo Megan Fox, estrela do filme "Transformers", disse recentemente à revista "Esquire" que acha os homens sujos e que não tem problema em ser bissexual. Atualmente, ela namora com o ator Brian Austin, mas revela que já teve relações com outras mulheres.


Comentário da Alice: liguem os ventiladores, tragam o leque, assoprem, pois eu tô passando mal. Ave Maria Jesus Cristo Espírito Santo! Essa muher é linda demais da conta sô! Ave, que colírios para meus olhos, e catéter nas veias do meu coração! Ai ai ai.. Eu quero!

Cláudia Jimenez: A atriz global Cláudia Jimenez foi casada durante dez anos com a personal trainer Stella Torreão, mas depois engatou um romance com o também ator global Rodrigo Phavanello.

Nem quero comentar... Não fede e nem cheira pra mim.

Cynthia Nixon: A atriz do seriado "Sex and The City", Cynthia Nixon, revelou há poucas semanas que vai se casar com a namorada Christine Marinoni. Nixon assumiu o relacionamento assim que se separou de Danny Mozes. Juntas desde 2003, as duas noivaram em abril.

Comentário da Alice: AMO Sex and The City! Bem que eu desconfiei que a Miranda era muito toosha pra ser hétero! Hahahaha. Gente, mas o que ser essa marida da Cynthia? É um bofe praticamente! Acaba que ela trocou maxixe por quiabo. ¬¬'
Que seja bom enquanto dure! E viva o amor cego, surdo e mudo!

Geri Halliwell: Dizem por aí que a ex-spice girl Geri Halliwell teve um caso com a cantora Bjork no começo de 2000 e que ela também se relacionou com a companheira de palco Mel B nos bastidores da turnê 'Spice World'.

Comentário da Alice: Geri sua FDP! Eu te odeio do fundo do meu coração por você ter iniciado o fim das Spice Girls. Nunca vou te perdoar! Vaca! Logo abaixo dela, a foto da Mel B.

Lady Gaga: A cantora Lady Gaga falou para a revista 'HX' sobre sua bissexualidade. "Eu sou muito louca. Amo homens, amo mulheres e adoro sexo, mas atualmente estou envolvida com meu trabalho".


Comentário da Alice: Gente, adoro! A Lady Gaga é gagá mesmo! Bem louca. Dia desses vi uma foto dela com a fuça no meio das pernas de uma amiga numa buatchy dessas qualquer. Fora isso, seus "uh" em suas músicas sempre escondem alguma coisa. By the way, ela joga no meu time! ;)

Lindsay Lohan: Em 2008, a atriz Lindsay Lohan assumiu seu relacionamento com a DJ Samantha Ronson. "Só quero ter um ano feliz e saudável, continuar no caminho que estou e estar com a pessoa que eu gosto. E minha família". O namoro das duas é cheio de indas e vindas.

Comantário da Alice: Lilo sua safadinha, você foi o boom no mundo gay, mas parece que acabou ouvindo as preces feitas por Eminem em We Made You and you came back to see a man, né bunitah?

Marina Lima: Em abril deste ano, a cantora Marina Lima declarou à revista "Junior" que está procurando uma pessoa que seja madura e mais velha, sem se importar se é homem ou mulher. Ela esteve envolvida em polêmicas sobre um relacionamento com Gal Costa.

Comentário da Alice: boa sorte na sua procura tia! Mas não demore muito, pois você pode ser mumificada! By the way, "coragi" na Gal, hein?

Pink: A cantora Pink negou durante anos possíveis romances com mulheres, mas em uma entrevista ao jornal "News of the World", admitiu ser bissexual. "É assim que eu sou, é assim que eu me sinto.Eu acho desnecessário tocar nesse assunto, mas acho ainda mais idiota não discuti-lo. Parece que bissexualidade está na moda, e eu deveria ser também. Mas bom, eu não acredito em modinha. Eu acredito em mim", disse.

Comentário da Alice: na boa Pink, você foi a única que nunca me enganou! Desde o primeiro vídeo, toda marginal, sempre batendo em todo mundo neles, e fechando com chave de ouro fazendo horrores sua irmã gêmea em Sober pra todo mundo ver e comentar por aí. Shame on you dizer que nunca fez mulher, pois tá na cara que você é um bofezinho!

Quem não tá na matéria e que vale a pena citar:

Madonna (eu vi de perto e ela é toosha, ativão mesmo!)

Britney (aquele clipe dela com a Madonna diz muita coisa. É briga de espadas minha gente!)


Avril Lavigne (com sua linha revoltada de shopping, mas também já disse que fez menininhas por aí)


Melanie C (Tenho todos os cd's, e sou fã de carteirinha! Agora cá entre nós, você acha que ela nunca fez mesmo? Por que será que a maior parte de suas fãs são tooshas? Apesar de nunca ter sido confirmado nada, Melzitcha, você nunca me enganou. Sua fase Goin' Down te condena minha cara, e aquela sua assistente chinesa também! Nem mesmo tendo acabado de dar a luz à linda Scarlet você se safa! Ainda sim, você é a mulher da minha vida! Amo de paixão!)


T.A.T.U. (preferência de 100 entre 100 beeshas. Adoro by the way!)



E aí meninas, gostaram da listinha? Acham que faltou alguém?

xxAlicexx

quinta-feira, 28 de maio de 2009

MUNDOS!

Dois mundos! Um que estou andando todos os dias, acordo, almoço e janto... Mundo esse que possuem horas, algumas intermináveis, outras dançado como a noitada passada, do xote de fogo, a música perfeita e os amigos convenientes, pareciam horas mais amenas.

No mundo da razão, eu também pertenço a ele. E é ele que dá cancer nos úteros e nas mamas de mulheres que tentam negar a si mesmas. Mulheres que não sabem se amenizar na porta do outro mundo...

Outro Mundo?..

Sim. Existe um outro mundo.

Qual não há contagem de horas. Só há mais momento ou menos "momento" para a distância, para sair dele. Só há sol ou Lua. E dois corpos, dois corações..e uma cumplicidade, leiam bem - só uma cumplicidade.

Vim de lá semana passada, eu havia levado a chave da porta de lá. Parecia ser bom voltar naquele lugar que deixei de frequentar há um ano.

No mundo real era uma terça-feira, quinta... Agora já nem sei. Só sei que no mundo "PARALELO", onde poucos eu deixei entrar, era sol, era sentimento, era momento mais e momento menos para nos separar. Nem sabia, mas depois do "momento-menos", não houve mais cumplicidade entre aqueles dois corpos, aqueles dois corações, quatro olhares..

Havia música lá, pois também temos nossos órgão inteiros, e mais vivos. A música era intensa, e em alguns segundos achava que ela também morava naquele mundo de sons, explosão, movimentos de lençoes.

Porém, eu vi que era somente uma cumplicidade, e um mundo - o mundo dela, o mundo racional, ela não sabia viver no outro lado, no meu mundo, ou melhor, no mundo paralelo.

Temos de ter cuidado com quem levamos nesse mundo. Dói saber que eram dois corpos e não tinha uma só cumplicidade. Eu dei a chave para ela.

E vi que eu era somente mais uma no mundo dela, no mundo racional, e soube que nem todos possuem um mundo além desse, um que eu levo somente pessoas especiais.

E os comuns..perdão.. as comuns..

Elas ficam na porta, passam pela rua, e mesmo que eu ache necessário ter companhia, elas não sentem o trinco pedir para entrar. Ela era comum, só pode!

Não..não pode ser mesmo. Nunca me apaixonei por pessoas comuns, almas comuns!

Fechei minha porta. Para ela existem horas, datas, compromissos, frieza. Não há como pedir para usar vendas, porque ela já usa.

Quem te transformou assim, dura? Não sei. Pensava que dura era eu a mais racional...

Meu mundo Paralelo hoje tem porta selada. Transito no mundo racional agora...
Porém..o outro mundo insiste a ser lembrado por mim.

Bette.

terça-feira, 26 de maio de 2009

Só Pra Compartilhar

Hoje,especialmente,meu coraçãozinho está apertado!

Que falta ela faz ao meu lado,na minha frente,em cima de mim...rs. Parafraseando Vanessa da Mata: "eu quero vc,pertinho de mi;eu quero vc,dentro de mim;quero vc,em cima de mim".

Quando estamos apaixonados qualquer distância é imensa. Vamos à quilometragem.

Eu estou longe do meu amor a 38 quilômetros terra,mais uma hora e meia mar; a Bette está a,aproximadamente, 8mil Km de Tina;a Lua está a 152.000.000 km do Sol; o Pequeno Príncipe está a milhares de quilômetros da terra e o papai noel a a sete meses do Natal.rs...Brincadeiras à parte,até mesmo quando estou na mesma cidade com ela e não tô junto, sinto saudades.

Pra estreitar esses laços a saída é mesmo casar. Nunca pensei que falaria isso,que teria essa estranha vontade de juntar as escovas de dente.Deve ser a idade que traz essas esquisitices comigo.

Enfim, meu coração apertado deve ser consequência da minha amada dentro de mim a cutucar-me o peito, na falta de tocar-me a pele, sentir meu cheiro e fazer-me as melhores carícias que já senti.

Meu amor,peço-te sossego ao meu coração.Case-se comigo!


xxx Shane xxx

segunda-feira, 25 de maio de 2009

Manias

Ontem fui numa peça. Ela tem várias adaptações no mundo inteiro. No Brasil, o Miguel Falabela chamava de Diálogo da Vagina. Aqui, as “Vaginas” me deixaram com uma visão holística da coisa.. porque além de quase não conseguir ver a minha por inteiro, senão aberta com o espelho na mão, eu “só” tenho a visão periférica das minhas “namoradas”.

Reparei e parei profundamente para ouvir a atriz, que por sinal é toda boa, ela falando de um homem que tinha manias de vagina. Ficava horas e horas olhando para a de suas namoradas. O que para mim seria sinceramente broxante ter um especialista em vaginas, afinal, todo mundo deve achar que a sua é feia..e tem razão, é terrivelmente estranha, uma boca dando língua, em uma versão inacabada.

Daí, pensei em falar hoje em Manias. Quais as suas manias?

“Meu bem você me dá água na boa..mania de você”...

Acho que em toda fase da vida temos manias. Mania de ver se fechou o gás. Mania de rebolar quando passa alguém interessa..isso é mania?rsrs. Mania de escrever sempre reto, mania de fechar a porta cinco vezes. Em grau maior, uma mania vira um transtorno.

Eu quando era pequena tinha mania de bater sete vezes na cama para ficar protegida. E isso perdura até hoje, quando eu vou ser goleira e bato sete vezes com pé em cada lado de trave..rs.

Loucos, certos, caucasianos, lésbicas, terroristas.. Todo mundo deve ter uma mania.

Estou pouco constrangida..rs, mas, quero falar da minha mania atual. Acho bem gay ela, porque parece que sou um bofe escondendo sua masculinidade, afinal; Porque parece o Leandro meu amigo fazendo aquilo para ficar lisinho..

Devem pensar o que for, e antes que a Vossa imaginação fique fértil eu falarei que tenho Mania de pelos, ou melhor eversão a eles.

Tirei tudo com o produto da caixinha. Inclusive braços. Não sou o “Popov” ou o Borges. Porém, eu sou alquém que mentalmente, associa a figura dos pelos a homens, aqueles que eu já deitei, aqueles peitos suados com as gotas impedidas de caírem por parecer uma montanha russa entre cabelo a cabelo até chegar no meu tórax que esmagam-nas sem perdão. Os pelos da barca que tanto me encomodaram. E o que falar das axilas? Acho que foi por isso que mandei um namorado se depilar lá.

Mania ou aversão, não sei. Mas, minha mania de ficar 100% depilada, é algo meio estranho do ponto de vista normal, se o banheiro falasse, ia ver uma louca com loção de barbear por todo o corpo, porque a cera já acabou.

Daí, fica o espelho me contando essa mania de Bette.
Qual a sua?

domingo, 24 de maio de 2009

Sentando no Divã..

Em 2007, com as mãos geladas, foi a primeira vez que me deparei com os psicos..

Sentei naquele sofá, que mais parecia uma cadeira com almofadas. Pisei no pé dele de tão nervosa. Meu rosto displicente e com ar de insatisfação respondia a primeira pergunta: e então, o que te traz aqui?

Poderia ter dito que estava ali por um milhão de coisas, afinal, 20 e poucos anos se vive praticamente uns 20 ou mais complexos, e se duvidar ele acharia muito mais. Complexo de Electra, do tendão de Aquiles..rs. Todas essas teorias que nos explicam ser SERES.

A conversa começou com a minha falta de aceitação em aceitar, o aceite, de que não aceito.. um..an.hum.

E antes que ele falasse algo. Comecei a procurar uma teoria, e joguei a ele a própria explicação que todo mundo que já sofreu um abuso lança, para explicar até a dor de cabeça... Enfim doutor, -eu te chamo de quê mesmo? – eu tive um abuso, e isso é a causa de eu gostar de mulher, ainda também a Mara, a Tina e a Flavinha que são pessoas que me fascinam e me fazem ficar assim...

Eu não me lembro se falou algo por eu contestar o fato de ele ser doutor ou não, no mínimo deve ter me achado sem noção..Mas, eu estava em dúvida, afinal minha amiga tinha me indicado um “psicoterapêuta”.

O método dele era ficar calado, falar hurrum, dizer para eu falar mais, ficar com aquela cara de santo, parecendo o maior Gay passivo do mundo..e aquelas..aquelas...ai..que medo..

Agulhas!!

Seimmm agulhas é? E elas vão fazer o que? Explodir a minha excitação? E comecei a rir.. Acho que não houve piada. Mas, ele me perguntou: você irá buscar seu auto-conhecimento.

Okay..20..30..1 hora ou mais, parecia um século. Achei tudo maluco, parecia um porco espinho na região pélvica e um chifre fino na testa formado de 3 agulhas, reavaliado: vão tentar espetar agulhas no meu útero e eu vou virar um unicórnio mágico e sairei voando daqui sem gostar de mulheres...

Depois de todo aquele tempo e eu com o saco cheio, pensei: essa minha hora vaga eu poderia ta com Tina, gastando esse trocado num Motel, isso sim ia me fazer libertar..

Levantei dali, e nunca mais voltei para aquele sofá esquisito. Depois de um tempo, essa minha amiga psicóloga, além de lançar suas teorias, me passou outro psicoterapêuta com a mesma linha naturista, e, caso eu ficasse mais tempo lá também, iriam espetar palavras e agulhas em meu cérebro para parar de funcionar...

Essa gente que quase não fala, e quando fala fala sempre o que eu já sei.

A última tentativa foi aqui do outro lado do Oceano, “com uma linha de apoio psicológico” com minha amiga Costancia..rs.. Entrei primeiro falando que eu tinha tendência psicopata, porque queria saber se a coisa era séria.. mas, depois soltei coisas que nunca ousei falar..Adoro telefone!

Eu não via a cara dela, nem ela via a minha. Pensei: isso é primeiro mundo!

E, adorei a explicação, é mais ou menos assim:

Pessoalmente penso que seja uma questão psicogenética, mas essa é uma questão ainda muito discutível e ainda não comprovada, embora não faça diferença quando amamos alguém que se encontra nessa situação devemos estar libertos de preconceitos e aceitar e respeitar as escolhas pessoais de cada um.

Agora é hora de pagar alguns reais para minha família, e mandar eles sentarem no Divã. Já imagino Mãe Bette falando, depois da pergunta . o que te traz aqui? Doutor (a), tenho uma filha Gay, ela parece normal, já até quase casou, ela quer ser diferente das pessoas normais, o que eu faço?

Sente no Divã mais um pouco...agulhas, livros, chá, exorcismo..

...ai, eu quero é sentar no colo da minha analista sexual..
Bette.

Próximo post, vou dar sequência a essas questões psico, porque eu descobri que tenho uma meio maluca..e quero saber de vcs, quais são suas manias?

sexta-feira, 22 de maio de 2009

BEIJOS NÃO SÃO CONTRATOS...

Sempre usei essa frase by Shakespeare para explicar a minha falta de compromisso com determinado relacionamento ocasional.

Mas, hoje, essa frase ecoa com um certo comunicado fatídico a mim mesma. Faz eu ter a certeza que cá estamos a pagar por toda nossa língua e vaidade.

Hoje estou aqui, numa situação antagônica aquela que vivi com minha primeira mulher. Eu me perguntava com todo ódio, porque aquele jogo de sedução comigo sendo casada?

Ela me ensinou que Beijos não eram contratos. E após 3 meses intensos, ela não queria mais.

Depois dela, aprendi a ter alegria em dizer: Beijos não são contratos e Bette não se envolve...

Mas, não sei por que eu agora me envolvi.

Ou quem sabe, eu saiba até o bastante para dizer que no inverso da história, elas se parecem.

A química constante, permissão de ser eu. O segurar dela com os botões da calça, amarrando seu próprio desejo. Mulheres maduras sabem como deixar uma "garota" louca.

Por outro lado, ela é de Libra, e ainda há um ar de Tina equilibrada e compreensiva de mim.

Mulher perigosa, repetimos uma a outra. Desde o primeiro encontro na hora do almoço.

Mas, ontem eu não estava armada.

Beijos NÃO SÃO CONTRATOS.. e não sei como dizer que queria manter encontros constantes com ela.

E Shakespeare também cita:

"QUANDO FALA [A PAIXÃO], A VOZ DE TODOS OS DEUSES DEIXA O CÉU EMBRIAGADO DE HARMONIA".

E eu me deixei beber sem um único álcool...Minha voz rouca no violão tentou dar uma harmonia, que continuou com Ana Carolina cantando mais que o normal aquela música "AQUI".

"Ó BELEZA! ONDE ESTÁ TUA VERDADE?"

E nossos cabelos despenteados faziam uma neblina do cabelo loiro dela e o meu castanho em nossos olhos.

Algo não estava certo..

e em seguida, os versos de Shakeaspere se tornaram mais consciêntes e tortuosos..

"É PREFERÍVEL SUPORTAR OS MALES QUE TEMOS DO QUE VOAR PARA AQUELES QUE NÃO CONHECEMOS".

E sem mais palavras, ela pediu para eu parar, por que ela sabia que se entregar ia deixá-la naquele momento completamente apaixonada.

Não sei se é mesmo paixão, mas aquela quebra do ato, e meu pedido para me deixar então no outro lado da cama remeteu a outra citação, que nós duas naquele momento pertencemos...

"A PAIXÃO AUMENTA EM FUNÇÃO DOS OBSTÁCULOS QUE SE LHE OPÕE".

Obstáculos, quais? Ok, eu já sei, estava quase na hora de eu voltar para a vida normal, para a minha escolha, que em meses atrás pareceu ser a mais certa..

Perguntei a ela se era a última vez, e que queria pelo menos finalizar nosso encontro... e ela pediu calma, "até os 5 dias que dão tua folga, eu já estarei mais resguardada de ti".

Mas, será mesmo, celular vai ficar ligado?

Porque, como disse:

" NOSSAS DÚVIDAS SÃO TRAIDORAS E NOS FAZEM PERDER O QUE, COM FREQUÊNCIA, PODERÍAMOS GANHAR, POR SIMPLES MEDO DE ARRISCAR".

Sei que a situação dela não é confortável, afinal, ela não sabe o que eu irei fazer com todo aquele sentimento.

"SE FIZ ALGUMA COISA DE BOA EM TODA A MINHA VIDA, DELA ME ARREPENDO DO FUNDO DO CORAÇÃO".

Vou deixar ela só. afinal, aquela mulher com 4 anos de relacionamento foi abandonada, se passaram só dois meses e ela ainda tem pedaços para juntar..

E mesmo que não pareça, eu sei como é sofrer...

"TODO MUNDO É CAPAZ DE DOMINAR UMA DOR, EXCETO QUEM A SENTE".

Ela ainda tem cicatrizes...

"ESTA CONSCIÊNCIA, QUE FAZ DE TODOS NÓS COVARDES".

Senti imenso ciúme com o celular dela tocando, ela encontrará outras pessoas..Beijos realmente não são Contratos.

Volto para minha casa, e dois beijos no rosto disse ADEUS?

Obrigada pelo Almoço, foi o melhor desse lado do Oceano.. Shakespeare também cita, que um bom cozinheiro é aquele que lambe os dedos..rs.

Bette, com a ajuda de Shakespeare.

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Apelidos Carinhosos

Tenho um casal de amigas que já esqueceram seus respectivos nomes, de tanto “amor pra lá, amor pra cá”. Fui a uma lanchonete com as duas e era só “Amor, me passa a maionese?”, “Amor, você quer refrigerante?”, “Amor”... “amor”... “amor”. Eu curti horrores com elas e as ensinei novamente seus nomes.

Todos os dias ao acordar, escuto minha namorada falar: “Pom tia meu anxo!”. Traduzindo: Bom dia, meu anjo!

Além desse tem amozim, meu amor, minha pequena, meu bebê...

Euzinha, por ser bem mais fresca, utilizo amoxão, ppxão, costoçona (amorzão, bebezão, gostosona). As formas de falar também são as mais frescas possíveis: “ppxãaaaao!”, “amooooor”.

Bem, se vocês se identificam com essas falas, então analisemos.
Os apelidos tem vários níveis de intensidade de acordo com:
1. O tempo do namoro;
2. O nível de intimidade;
3. A frescura das Lez.

Se você namora há muito tempo, os apelidos são mais reduzidos ou vocês já elegeram uma para usarem no dia a dia. Se namora há pouco tempo, a quantidade é bem maior, ainda não teve eleição e tem toda aquela empolgação de início de namoro.
O nível de intimidade fará com que vocês se sintam mais à vontade pra falar todas as besteiras que vierem à cabeça. Não há porque podar as palavras ou conter sentimentos.
Por último, mulheres frescas não sabem namorar sem apelidar carinhosamente suas parceiras.

Atualmente me enquadro em tudo o que falei, por isso, não desejo a nenhuma de vocês que ouçam meus papos com minha namorada sem antes tomar um remedinho para o estômago. É tudo tão doce que seja a ser enjoativo.

;)

xxx Shane, Amando xxx