Lezies visitantes!


Lezies Count

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Perguntas e respostas!

É quase final de ano e tou afim de ter algumas respostas. Como não posso pedir ajudas introduzindo o caminho do álcool da boca da garrafa à minha boca e da boca ao sangue e tudo devolta pro "Raul" pra não engordar, fico sem muitas opções.. Ainda lembro, q nem se pode dar o luxo de sair noite a fora e perguntar... Então vou usando o ditando velho pra falar que cabeça vazia é lugar do "d!4bos".

Se vc não tiver nada pra fazer tbm, é sinal que já tá lendo este monólogo idiota para falar de bobagens minhas, e "perdoem-me" se não agradar, mas aqui é tudo sem senruras, misturado com TPM que nunca acaba...

POLÍTICA: Como Cóllor de Melo conseguir ser eleito Senador depois de ser corrupto no cargo de Sr. Presidente em meados de 92 e passar 6 anos de suspensão legislativa?

R: FÁCIL! Essa merda deve ser por que povo brasiliero e mulher apaixonada esquece fácil e perdoa tudo! E seguimos apanhando...rumo ao futuro!

COTIDIANO: Porque será que algumas Lésbica querem virar homem depois de uns anos de relacionamento, vai a barbearia, faz a genta passar vergonha no shopping e só falta balançar o saco na fila do banco?

R: PASSO... Isso não tem resposta, afinal, nunca tive tão feminina como agora que estou com minha tuguinha que felizmente não passou por essa crise de i-d-entidade!

DIETA:  Alguém me explica porque engordei 7kg depois que comecei a amar e as vezes tenho vontade de esganar ela por isso rsrs?

R: AJUDA DOS UNIVERSITÁRIOS.. Ah, mais tempo em casa enroladinhas, costumes e dietas diferentes, tudo é um motivo pra pegar um Mc Donald's (X-tudo 1.350 Kcal) e comemorar! Resultado de Bette: não esgano ela, mas dou boas-vindas a 2 meses de Dieta rigorosa de passar fome no Natal.

VIDA DOMÉSTICA:  Já dizia o ditado, mulher nasceu pro Lar! Mas, o que fazer quando há duas mulheres?

R: FACIM-FACIM.. Uma das duas vai virar deusa do lar e a outra vai se escorar na cama, vamos brigar pra quem esquenta o jantar que eu preparei 2hs atrás..kkk.

MÚSICA: Porque gosto musical é sempre um problema, vai ter sempre aquele Reginaldo Rossi a Gun´s Roses que não vamos engolir?

R: BOA. Tenho de agradecer pelo amor-dos-meus-ouvidos que ela não gosta de fado de Coimbra e Pimba. O problema fica só nas vezes que ela liga o rádio e não sei 99% do que ela ouve e me sinto um idiota ao quadrado. Sem falar de: A guerra que temos em irmos a bares brasucas-nas-europa em que 70% das "pessoa-são-assustadoras-deus-me-guarde", e deixamos de ouvir nossas músicas porque ela não atura pessoas+lugares+baticum.

SAÍDAS: Porque somos levadas a estar em lugares em que nunca pensamos pousar nossa cauda e por este mínimo esforço soltamos fogo pelas ventas no final da noite?

R: RESPOSTA NO MANUAL DE INSTRUÇÕES: Não vá, fique em casa e filme-a (o) pela rua aos olhos dos amigos-não-fura-olho..rs.

Bem, por hoje é só pessoal!


Bette!

sábado, 4 de dezembro de 2010

Sentidos...

Tenho uma união de coisas...depois que optei sufocar o passado com todas as forças que tinha nas mãos, acordei com o conhecimento dos 5 sentidos. Nunca dei a exata atenção a eles.

Tudo passado...

Já toquei tantos poros, até mesmo os meus. Olhei tanta nudez de fora e nem parei para ver mais aqui dos olhos de dentro. Senti até o gosto de minha alma a cheirar fumo na escuridão, fazendo som de desespero...ignoramos que podemos conhecer tanta coisa no íntimo.

Tato, visão, olfato, audição e paladar..tato, visão, visão, audição, e olfato...

Jogo de palavras, e eu fico pálida a me tocar nesta cama vazia, a esticar um gozo solitário. Tremendo cada vez mais devagar, sem medo de sensuras. Nem sei se é uma lembrança do passado, ou é isso agora. Só sei que estou me permitindo.

Gozo, prazer, agora!!! Com e sem ela. Frases descaradas, estamos nos curtindo pela primeira vez, EU E MINHA CIA... Rasgando a vontade que tenho de me provar. Há algo mais gostoso que se sentir? Acho que não. Nessa exata hora tenho idéia de que podemos viver só.. e, pelo menos uma mão, garrafa de vinho, pedaço de criatividade simples.

Tudo muito barato. Vamos correndo pro nosso íntimo sem precisar entrar num carro de luxo ou pagar uma dança sexual no dark do imaginário. Os sentidos chegam lá para fazer tudo. Não precisamos de casório, de problemas dos outros e família fraudada... Livramos do pesadelo dos problemas dos outros...Culturas alheias são um fracasso!

Posso viver só, posso comer-me a mim se preciso for. Tenho cinco pedaços de mim e nenhum barulho irritando meu ouvido. Tenho o próprio gemido da minha boca vezes seca escorrendo vontade de esquecer que precisamos de mais para ser feliz.

Não é desapego, é só realidade. Ainda estou cansada de pedir pra resultar. Cheguei a mim e sinto-me. Estou viva e não vivendo a vida dos outros. Sentidos voltados a mim. Não gosto..então, não nasceu pra mim. Egocentrismo talvez necessite de exercício... Mas, eu chego lá com os tais SENTIDOS!!!

Ass: A outra mão de Bette..

sábado, 20 de novembro de 2010

Memórias póstumas...

Diferente de Brás Cubas, não preciso ser o defunto falador, para "lembrar" de minhas próprias "lembranças" vividas do outro lado. Digamos... que já estive meio morta e o outro lado , o tal lado de lá, de separação entre o mundo velho e o desconhecido, é o que hoje me encontro e nem dei conta.

O pequeno túmulo de madeira na minha vida chamou-se "imenso atlântico". Atlântico esse, que separou ilariamente todas as pessoas do passado. Mesmo as que encontrei aqui desse lado, juntaram-se às outras..Pois é, todas... Todas, sim!!

Elas e eles. Grandes e pequenos amores, paixões flutuantes, maltratos e acarinhares entre meu sexo e alma. E os órgãos? coração, útero e estômago. Eram sempre eles que moviam continuamente, vezes agitavam-se descontrolados, vomitavam e paravam sem lucidez! Tudo embaraçado por conta de meus sentimentos que pairavam por fim em minha cabeça imatura e juvenil.

Quanto tempo foi isso? talvez 4 a 5 anos. Tudo de certa forma esquecida pelos sentimentos que eu quis afogar junto comigo, mas que voltam sempre em forma de números e nomes em minha mente infelizmente não-esclerozada. Todos os anos! Datas alheias a qualquer pessoa que passa a minha frente, quem sabe, alheia até aos pares de copas e A-ses que jogavam comigo, mas a mim, fazem parte da minha história. Cada um com um certo pecado e penitênica...

Números da lembrança, rolam da minha roleta russa pessoal. VINTE E CINCO..ONZE... VINTE E SETE..UM...

Início do começo do FIM de uma amizade entre duas amigas que queriam amar-se para sempre, e esqueceram de ser amigas.. O sempre não existe minhas caras, por isso... acabou, e estranhamente, depois de 4 anos, quase no bater do sino, avisa-se uma nova amizade amadurecida.

Daqui do final do mundo, se não fosse a mutação dos sentimentos, e o apadrinhar da Amizade, seria somente uma dura tristeza do que se foi e não voltaria nunca mais a se acertar.

O VINTE E SETE .. ONZE, o "primeiro estágio" em um casamento as aversas. Alguém que sempre chamarei de anjo, mas que nunca me quis levar ao céu, e hoje vivo entre o a terra batida e o inferno, e sequer conseguirei ir ao alto sozinha, pois nunca aprendi a voar.

Hum..hum..talvez eu consiga, se subir numa árvora ao lado da sacada da janela atual e em vez de querer sempre olhar pro chão, eu suba tão alto e me encontre novamente, tipo, com aquele UM e DOZE com o carinha que casou esta semana e era claramente a pessoa que sempre tinha a moto ligada pra me buscar, e algo que me faz até hoje ter saudade.

Talvez eu vá nessa carona, nem que seja pra pegar chuva, e sentir minha carne com um pouco de emoção e excesso de vento deformando minha boca... Vou gritar Ahummmm, feito criancinha com língua pra fora da janela em viagem pro interior.

Enquanto nada acontece, hoje é VINTE, de anos depois, nem acredito que se passaram dois mil e tais anos, e antes que passem novamente outros 25, 27.., preciso acordar, e no meio de lembranças descobrir uma nova emoção e quem sabe me ajude a encontrar a sanidada...

Preciso abrir os olhos, ficar na porta e dar a mão a essa mulher que me promete levar calmamente ao homem de branco, para me fazer controlar as emoções e poder descobrir se eu estou viva ou morta nesse cenário cheio de fantasmas do passado e presente...

Um psiquiatra? não...acho que é o seu legista... Olha, e se eu acordar e continuar a ver estas mãos frias andando por ai sempre?

Abraços a todos do lado daí,

e..."Ao verme que primeiro roeu as frias carnes do meu cadáver, dedico, com saudosa lembrança, estas memórias póstumas" (Machado de Assis)

By Bette.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Quanto tempo dura uma mágoa?

A palavra, que tem origem no latim macula, representa um sentimento de desgosto, pesar, sensação de amargura, tristeza, ressentimento (Wikipédia, 2010).

La também cita que é um descontentamento...apesar de poder ser frequentemente brando, pode deixar resquícios que podem durar um bom tempo.

Mas, quanto tempo demora uma mágoa?

Não sei, só sei que acordei hoje depois de uma semana cheia dela, e sei que ainda serão muitos dias assim. Mistura de lembranças do passado com sonhos surreais enrolado a situação atual...

Conseguimos perceber na linguagem corporal das pessoas a mágoa, na pele da voz... O meu semblante não fala pela internet nem pelo telefone... mas, massacram as teclas do PC e faz um irônico e grosseiro jogo de palavras.

O fato de ela não saber a hora que tenho compromissos com os remédios ou a que hora vou começar a ter tonturas...não é explicação de nada. A explicação é medo de encontrar novamente semblantes desconhecidos ao lado da cama e sentir-me só novamente.

Solidão dá mágoa...
Tempo de silêncio e solidão...

Bette.

domingo, 24 de outubro de 2010

Procura-se o direito a uma aliança...


Como diz a música:

- beiijo na boca é coisa do passado, agora a moda é namorar pelado...

Pra muita gente, namora-se pelado, perde-se o romantismo, acredita-se que o amor vai durar o tempo que um trêm-bala demora pra atravessar uma cidade Japonesa.

Tudo tão banal, tudo tão liberal. Assim como muitos, cansei de morar junto, aceitar sair de casa sem legitimidade, ser o famoso Estágio eterno pro casamento...

Próxima novela mereço o direito de ser levada a sério, assumir riscos, assinar o papel da segurança social com novo sobrenome.

Mas..ainda tenho esperanças...

Ainda há de haver pessoas que compram alianças, acreditam no casamento. Pra estas pessoas na terra de Cabral não se falta mais nada..

Afinal, pra felicidade de muitos, e tristeza da minha ex-quase-esposa, dia 17 de Maio de 2010, um país com cerca de 10,7 mil milhões de habitantes, quase a mesma unidade populacional que Sampa, tornou-se o 8º país do Mundo a aceitar o casamento "de pessoas do mesmo sexo". Portugal-gal-gay-gallll...E Bette ainda a espera do pedido..kkk.

Ao contrário, na Terra de Vera Cruz, como diz o Censo 2007: somos 183.987.291 brasileiros, cerca de 17 mil casais gays em verde-amarelo e purpurina, e ninguém levanta-voz pela bandeira da LIBERDADE NO MATRIMÔNIO GAY. Tá tudo errado...

17 mil, isso sem contar com todas as meninas do meu ex-time de futsal, e tantos-tantas que não querem se destacar numa estatística.

Como estava dizendo.. para infelicidade da minha ex-quase-esposa o casamento já é permitido na terrinha de CABRAL. E Caso já tenham feito a decisão de casar e depois ficar pelados, pode optar casar ao som de um FADO, visita a tia Bette e aproveita e me joga o Bouquet. Ou simplesmente, vai a terra dos Los Hermanos e tenta legitimar o casório em LA PAZ, convida o Dieguito pra ser Padrinho...

Mas, não deixa de dar o direito a alguém de querer ter uma aliança a sério!!!

TIA BETTE.

domingo, 12 de setembro de 2010

112


http://www.youtube.com/watch?v=CqCZuwBpH0o&p=6A560F8DF878D405&playnext=1&index=1

Vi. Ok.. - Se não for hoje, vai ser amanhã!

Vou pedir ajuda...

O globo gira e não se consegue sair disso aqui, pular fora... “Senhoras e senhores ponha a mão no chão..dê uma rodadinha e vá pro olho da rua” – era o que se dizia na música da corda quando era criança... Tudo naquela época parecia fácil...

Nesta realidade não se consegue pular simplesmente e sair intacto do prédio, do globo...

Continuo 24 horas na cama. Numa cama e, "sem sexo". Como é possível?! Tanto tempo nela nua, com outra mulher, nua, e não há sexo?

Cuspimos na cruz.. Seis vidas anteriores de putaria e na última, o CARMA! Só pode ser isso. Nada explica, nem as 3 leis da física! Não colei na prova, não traí o “bicha” (como todo respeito aos gays) do meu primeiro namorado que me enfiou um chifre por 2 anos. Não roubei, não matei, não feri ninguém.

Em agosto de 45 explodi Hiroshima, ou fui Josef Mengele, aquele médico sacana de Hitler. Sei lá, isso pode dá um bom começo de história pra cartomante ganhar dinheiro...

Tudo aqui envolve escolhas. Quem eu quero ser nestas 24 horas. Escolhe-se dor, ou alucinação?! Remédios que corroem as memórias da noite de sexo no mês retrasado. Drogas que se tornam lícitas feitas por um laboratório e mandadas a boca por um idiota de bata branca. Pequenas pílulas multicores que entram com permissividade para mover a confusão na cabeça e deixar a tal boca que engoliu tudo, vomitar raiva com aquela mulher linda que ainda me atura.

O que foi, acham este papo de Bette estranho? Não estou falando só de mim não, falo pra ti sentada(o) a minha frente. Falo de mim e de ti.

Cada um tem sua doença interna. Eu, tu, eles. Os adjetivos nomeiam as frases de dor. Vícios, impulsos, rotinas, tudo isso corroendo as pessoas que estão foram dessa cama - VOCÊ...

Vagando por tua cidade, estado, país. Falando línguas diferentes no mesmo latin. Todo mundo tem o seu câncer pessoal!

Isso é triste, não somente para todos aqueles que são realmente tratados pelos ancologistas. Eu hoje me preocupo ainda mais, com os nódulos não vistos nas telas da medicina.

Loucura da minha parte? Já se olhou no espelho hoje?

Eu, ainda não. Lembra que continuo deitada na cama, nua, com a mulher do lado?

Não quero mais falar. Não tenho mais o que dizer por hoje. Vou te perguntar só mais uma coisa: Qual a sua doença interna?

e...Já chamou o 112, ou será amanhã de manhã quando não se tiver mais tempo?

Procure ajuda!!! Não ligue se vai ser chamada (o) de louca (o). Já fui chamada de louca também. Assim como você!

Sabe que é até bom as vezes pousar de louca?!. Eu bem sei o que é loucura, tudo pode ser isso, e não o fato de pedir ajuda, de dizer que estamos frágeis... Uma coisa eu também tenho certeza: ser lésbica nesse mundo hipócrita cheio de aparências sociáveis e dizer pras pessoas que se ama alguém do mesmo sexo não é loucura, e sim, consciência, alivio – liberdade de expressão!

Loucura, sinceramente é outra coisa. É fingir que não se é louco. É não ter os números de socorro na cabeça. É aceitar ser medicada para a dor, e simplesmente se afastar e querer deixar de saber os verdadeiros sinais da causa.

Não seja coverde! Chame o 112, 190, 191...o número dela..dele...seja o que for, mas, por favor, chame alguém antes que seja tarde!!!

VOU FAZER O SEGUINTE: VOU ACORDAR A MLHER NUA, PEDIR COLO E CHORAR TRISTEZAS!!!


ASS: BETTE.
 
Papo sério:
 
Dentre vários os 2.996 mortos no 11 de setembro, faleceram 341 bombeiros, 2 para-médicos e cerca de 60 policiais... Cerca de 17.400 civis estavam nas torres gêmeas. Naquele dia viu-se que sempre haveria alguém disposto a fazer de tudo para ajudar... Não esqueça: SEMPRE HÁ ALGUÉM DISPOSTO A FAZER ALGO POR NÓS...

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

O importante é experimentar..

Há pouco tempo, fomos a Holanda. Eu e a Portuguesinha mais linda do Mundo. Se pudesse, colocava fotos nossas de lá!!!


Pela proximidade das coisas, Holanda fica 3 horinhas daqui, Lisboa. E próximo ano estaremos lá novamente.

Quero ressaltar, que me sinto mais à vontade de falar donde me encontro, porque já saí do armário, ainda que sem fotos..kkk.
Antes de voltar a Holanda, paro, para dizer que: Infelizmente não moro no País tropical, onde nasci, abençoado por Deus e bonito por natureza, mas...mas... entre paradigmas, tradição e atrasos, estou num dos mais novos países abençoados para casar MULHER+MULHER, HOMEM+HOMEM, e também..AINDA CONTINUA aquele Sr. CASAMENTO lá abençoado pela Igreja, o tal.. MULHER + HOMEM, chamado: hétero.
Mas, Casamento GAY, é outra postagem, assunto esse que por sinal, ainda não se foi comentado  aqui em casa, por causa da crise que abala o MUNDO...hehe.
Entretanto, todavia, voltando à Holanda, país onde Canabis se fuma ou come como bolo o "Space Cake", e nem mesmo quem não gosta dá uma provadinha só para não parecer careta e deixar de rir nas calças. Tudo é alegria, vi casamento Gay no Canal com barquinho, mulher de camisola na rua, povos e povos se reunindo na liberdade.
Entre uma Coffee Shop e mulheres na vitrine no tal "Bairro Vermelho – Red Light District" ao qual não resistimos de trazer uma plaquinha e colocar na porta de nosso quarto (moramos agora no RED LIGHT), passamos por muitas-muitas-mas...muitas SEX SHOPs..ui..ui..ui.
Havia saldos de vibradores com ponta grossa, dupla e fina, na qual, tivemos o prazer de presentear a um casal de amigas que viam vibradores como um bicho-de-sete-cabeças, as famosas, como digo - “dedônicas mindímicas” que resistiram anos e anos sem experimentar os prazeres da vibração do cabo com pilhas mágicas.. "Mais um casal feliz no mundo!! graças a Bette"..rs.

Em meio a tanta tentação, paramos, compramos, usamos, testamos para ver se dava, e o melhor, não podíamos devolver..hehe..Cada noite, o quarto pegava fogo com o coelhinho da Play Boy em forma de vibrador dedal, gel picante... Só depois de tanto consumirmos os Saldos, paramos e tivemos dúvidas se iríamos ser paradas no raio-x do aeroporto e fazerem conosco a fomosa ceninha do taradão rindo com os brinquedinhos de duas lésbicas. Mas, como ela tinha passaporte vermelho, coloquei na mala dela tudo..kkk. Afinal, o passaporte verde (Brasileiro antigo) ou o Azul (novo do mercosul) chama mais atenção, junto a bunda da brasileira aqui..hehe.
A maior dificuldade de todas, não foi dominar o inglês comprado alguns anos em Cambrigde e tirar do armário..e sim, tentar explicar ao vovozão da loja de Sado e coisas estranhas, que queríamos achar um cinto com o vibrador com a pele que parecia de verdade, qual achamos noutra loja, mas lá, não havia o local pro cinto...e falamos: ..like..need..want a penis with human skin, like that, but with a belt, we want smoother skin, a skin like this one or what .. Ufaaaa.. e no..no!!
Não havia a porcaria do vibrador que parece real, com cinto, só sem cinto para os prazeres da carne na minha passivinha...sorry!
Porém, em meio a tantas descobertas, penso que ainda falta muito para conhecer, não compramos ainda todas as coisas possíveis, anda muita novidade na praça. Dia desses, no site que descobri de duas fofas “Segredos de uma lésbica” que existem as bolinhas que explodem. No filme pornô, um aparelho que suga o sexo como corneta, e deixa uma coisa feia e enorme, mas, as russas, diziam que era ultra-mega-bom.
Temos muitos vibradores, já andamos em muitas lojas, já olhei a fio filmes de sexo, estudei bem a cartilha..mas, ainda SEI QUE NADA SEI – tal qual o sábio Sócrates.
Mas, pelo menos, sei onde usar as coisas, em que buracos os colocar.

Experimentem, testem, perguntem, sintam, vibrem, uivem, gozem,!!

Olhem, só o que dá a falta de prática, imaginação e informação... Pra que servem os buracos. Tanta cavidade externa, e ela, vai colocar no...

video


Atenção, mentes perversas no que estavam pensando..


Papo sério: Bette.

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Blog de cara nova!

Espero que gostem de sair do armário junto comigo!!!

Ass: Bette.

sexta-feira, 11 de junho de 2010

O TEMPO CURA TUDO...

Ninguém morre de amor! Ninguém morre de sentimentos que corroem o coração.
A morte é física, ela sim MATA!

Um dia desses olhei no orkut de uma "maroca" que só vive bisbilhotando meu perfil, algo útil.
Falava de um passarinho que caia do galho, e depois de pedir ajuda ao cavalo, a vaca e ao rio, percebeu que só o tempo curaria sua dor..

Mas, quem mandoou o passarinho voar? Queria se exibir para alguma passarinha ou passarinho? queria ser livre, queria comer mais que os outros irmão?

Fudeu-se!!!

Estou a ser dura, mas... tudo é culpa nossa. Ação e reação. E ao mesmo tempo que sabemos que ninguém merece uma lágrima caída, um vôo errado na idéia de que vamos fazer melhor por algo, ou alguém...

Caimos, e lá ao fundo, nenhuma égua para nos dar a mão, perguntar como estamos...

Temos de esperar, o tempo cura tudo. Asa quebrada, perna partida, coluna trincada, sonhos perdidos e amizades que diziam-se eternas.

E os amores?

Quantos amores não achamos que seriam eternos, e quando tudo passa, no seu lado da cama, outra face nua, faz-nos esquecer que aquilo um dia doeu feito ferro quente na bunda de boi para marcar de quem se é dono.

Eu desejo as vacas que se foram na minha vida, um caminho cheio de bosta e tirada de leite sem piedade das suas tetas desmamadas!

Bette!
I'm here!!!

terça-feira, 30 de março de 2010

BOMDIA-BOANOITE

Depois que caí das escadas entrei no hospital e vi uma mulher segurando minha mão quase aos prantos.
Era a primeira vez que ia a um hospital e me sentia tão amada quanto quando tive com Tina.

Tina era passado, estranho falar agora assim, meio que se tivésse a ler o Boletim de Óbito de um paciente. Ela se foi... se foi...lamento senhora...ela se foi.

- Não é hora para pensar nisso, pensei!!!

Era outra mulher que me dizia para eu ficar calma: vai dar tudo certo, amor!!! - Vai "correr tudo bem".

Foi como uma amiga, como uma companheira, como uma irmã íntima. Uma mulher que me sentia dentro e que me queria com meus defeitos.

Sorri meio sem graça até ser levada para outro corredor.

Horas passaram, e a enfermeira disse que ela não podia ficar ali plantada. Nada de preconceito, nada de nada... ela só não tinha lugar para ficar naquela salinha de urgência.

A primeira noite sem dizer "boa noite - bom dia" ao lado esquerdo da cama. A primeira noite depois de tudo junto. Alguém que eu conheci, namorei, noivei e casei tudo no primeiro mês. E depois de 244 noites juntas, já não me via fazer isso sem ela.

Nunca mais tinha visto a solidão, era ela que me ganhava todas as noites de prazer e de união.

Existem coisas unúteis na nossa vida, uma delas eu diria: cair de uma escada rolante dois dias antes de apresentar um mestrado seria uma delas.

Mas, acho que não... Não foi inútil a sensação avassaladora de não dizer "bom dia-boa noite" para ela. Acho que também foi útil ficar alguns dias de baixa e ver sem estress da merda do trabalho o quanto ela é linda ao chegar do trabalho, o quanto eu a amo, o quanto tem alguém que se importa por mim.

E agora, bomdia-boanoite é dito com um sorriso gostoso de uma "brasileira de canadianas que ama uma portuguesa" e já não quer mais andar pelo oceano.

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Mundanças em Mundos retrôs...

Estou em 2010. Certamente 2010 para mim deve ser para vocês também.

2010..1910..1810...Acho que anda tudo igual, não é?

Só nos confundimos nas diferenças numéricas. Quando vamos assinar os cheques das sócias e olhamos o novo dígito ali, metido no final do dois e o zero. O que fazem vocês ali. Pensava que já poderia me casar com a pessoa que amo em 2010.

Será mesmo isso? 2-0-1-0

Sinto que estou em 92 ou 94 no máximo, pela cabeça da minha genitora que tenta me aceitar mais me trata feito bostinha do bandido...

Ando falando com o papel do diário...Tudo quando como tinha 12 anos. Mudou apenas a decencia de escrever conversa sem o "ç"/converça- ou o estou com o velho "istou"...

Que seca ler aquilo!!! Medo de ter escrito aquilo"s" um dia.

Estou cansada. Ainda que Feliz. Eu acho que é isso. Era para ser.

Uma lésbica em 2010. Falaram que era o mundo e anos de mudança!

Assumida ou cara-de-pau? Feliz ou com mundo de fantasia? (comentários Made in genitora)

Sou feliz. Sou assumida sim. Vivo com a sogrinha atenciosa e a mulher da minha vida.

Mas, consegue ser feliz nessa vida com uma mulher? (comentários Made in genitora)

A mudança no mundo da família, é retrô. Eles devem me ver como uma daquelas figuras estáticas prateadas da praça que ganham grana com uma aparência que ninquém anda. Talvez, como aquelas pessoas que possuem Aids e que algumas pessoas olham com medo como se fosse pegar.

Mudanças em mundos atuais com cabeça de madeira velha. Mundança em aço novo e estrutura de cristal... É melhor não se mover...

Boa noite!

Não...eu acho mesmo que estou em..1970...ou naquele pedacinho de fim de mundo que eu nasci...um mundo lugar retrô. De onde minha família veio, e que mesmo no novo mundo, ainda persiste em me olhar com carinha de que o mundo não gira para a frente e que felicidade vale mais a pena que sociedade.